Grande Futebol
Clubes das ligas secundárias inglesas vão poder transmitir jogos em streaming
Luís Santos Castelo
2017-09-12 19:45:00
Novo acordo vai render mais de 600 milhões de euros à EFL, entidade das competições britânicas, entre 2019 e 2024

A English Football League (EFL) anunciou um novo acordo com a Sky Sports, canal de televisão, que vai render centenas de milhões de euros, mas a maior novidade é a permissão dada aos clubes para a emissão de alguns jogos nas suas plataformas digitais. As novas condições entram em cena a partir de 2019 e está previsto que continuem até 2024.

Todos os jogos que não decorram entre as 14h45 e as 17h15 de sábado e que não tenham transmissão por parte da Sky Sports estão habilitados a ser transmitidos em direto nos meios próprios dos clubes através de live-streaming, ou seja, na Internet. A Sky Sports vai pagar à EFL 600 milhões de libras ao longo de cinco temporadas, o que corresponde a cinco tranches de cerca de 133 milhões de euros.

A começar em 2019/20, o novo contrato entre a emissora e a EFL vai permitir à Sky Sports transmitir um máximo de 150 jogos referentes ao Championship, League One e League two. Dentro desses 150, 16 jogos serão nas noites de quarta-feira e pelo menos 20 terão obrigatoriamente de ser do terceiro e quarto escalão do futebol inglês. Todos os 15 jogos de playoff das três ligas serão também transmitidos. No que toca à Taça da Liga inglesa, a Sky Sports terá direito a 15 jogos (incluindo a final) e as meias-finais e final do EFL Trophy também poderão ser vistos no canal.

Shaun Harvey, diretor executivo da EFL, reagiu à celebração do acordo e mostrou-se bastante satisfeito, sendo da opinião que o valor dos clubes foi aumentado e dignificado.

"Estas negociações vieram no que é um período incrivelmente desafiante com a compra e venda dos direitos desportivos no Reino Unido e, tendo testado o mercado na totalidade, acreditamos que não foi só atingido um aumento significativo no valor dos nossos clubes como também o melhor acordo possível com o melhor parceiro", disse o dirigente britânico, citado pelo site oficial da EFL.

"A nova oportunidade para os clubes da EFL transmitirem em direto as suas partidas via stream através de um serviço diretamente para o consumidor no Reino Unido é um passo em frente revolucionário e entusiasmente para os direitos televisivos de futebol no Reino Unido e vamos monitorizar o seu progresso de forma próxima para determinar como este modelo pode ser considerado para ciclos futuros dos direitos da EFL", concluiu.

Sê o primeiro a comentar: