Grande Futebol
Chumbou nos testes médicos no Sporting mas virou papa títulos no Brasil
2018-10-19 19:00:00
Em duas épocas, o médio canarinho conquistou um Campeonato Estadual e duas Copas do Brasil

A 8 de julho de 2016 Lucas Silva chegava a Lisboa cheio de esperança no sentido de assinar contrato com o Sporting, cedido por empréstimo do Real Madrid. Uma contratação que se antevia de peso para a equipa então liderada por Jorge Jesus tendo em conta o percurso do centro-campista internacional brasileiro acabou, no entanto, por fracassar. Um problema cardíaco detetado aquando da realização dos habituais exames levou a que a aquisição não se concretizasse. Dois anos passaram e o médio conseguiu recuperar o tempo perdido. Regressou ao clube do coração, o Cruzeiro de Belo Horizonte, onde se afirmou de forma indiscutível ao ponto de ter conquistado esta semana a segunda Copa do Brasil consecutiva, um feito inédito no futebol canarinho. E já se fala num possível regresso ao Real Madrid, ainda detentor do passe do jogador, agora com 25 anos.

"Aparentemente foi uma alteração única e sem causa específica. Por segurança decidimos que seria melhor não me transferir no momento. Obviamente, o Real Madrid deve querer repetir os exames, mas estou muito seguro, tendo em vista a normalidade absoluta dos exames adicionais", referia, na altura, o jogador, não esmorecendo.

A verdade é que Lucas Silva acabou mesmo por regressar aos relvados. Sem espaço no Real Madrid, a solução passou por voltar ao Cruzeiro, onde se formou como jogador. Ao longo destas duas últimas temporadas, conseguiu um lugar ao sol. Em 2017, fez 36 jogos e apontou um golo. Esta época, já vai em 37 jogos, tendo efetuado também um remate certeiro.

As performances do centro-campista no Brasil despertaram a atenção da imprensa de Madrid, que enfatiza o facto de o jogador ter "recuperado o sorriso" e a "confiança" sob as ordens de Mano Menezes, tornando-se "uma das peças-chave do meio-campo cruzeirense", conforme enfatiza o diário "AS", pese embora o facto de no jogo da segunda mão da final ter começado no banco de suplentes, o que não deixou de causar estranheza, mas não beliscou minimamente o carisma do médio volante. "Alguns amigos brincam e dizem que que eu sou o 'papa títulos'. Estou muito feliz por mais esta conquista. Sabia que seria importante para a equipa."

O epíteto de "papa títulos" tem o seu sentido e o jogador comprovou-o neste regresso ao país de origem que não era muito previsível. Voltou a ganhar um campeonato estadual e levantou as duas últimas Copas do Brasil. 

Lucas Silva tem contrato até 2020 com o Real Madrid, que pagou 15 milhões de euros pela compra do seu passe em 2014. O tempo que passou em Madrid permitiu-lhe conviver e acentuar a admiração que tem por Cristiano Ronaldo. "Jogar com ele foi um grande prazer. Assim que cheguei, fiquei surpreendido com a recepção dos jogadores, principalmente da dele. Deixou-me muito à vontade", afirmou, sublinhando: "O Cristiano gosta muito dos brasileiros, é amigo do Marcelo e fui muito bem recebido. Jogar com ele foi diferente, foi muito bom. Foi um prazer muito grande. Espero que tenha sucesso na Juventus."

Ao serviço do Real Madrid, Lucas Silva efetuou apenas nove jogos na época de chegada a Espanha, tendo sido titular por quatro ocasiões: na vitória fora obtida em Gelsenkirchen, perante o Schalke 04, por 2-0, no triunfo sobre o Elche por 2-0, no empate caseiro a uma bola diante do Villarreal CF e na vitória sobre o Levante UD, em Madrid, por dois golos sem resposta. Sempre sob o comando técnico de Carlo Ancelotti.

Participa na Liga NOS Virtual
RealFevr
Liga Bancada

Criar equipa