Grande Futebol
Cabo Verde perde com o Senegal e precisa de um milagre
2017-10-07 20:25:00
Equipa de Lúcio Antunes perdeu com o Senegal

Só um milagre levará Cabo Verde ao Mundial 2018. Os "tubarões azuis" perderam (2-0) com o Senegal, neste sábado, no Estádio Nacional da Cabo Verde, um resultado que deixa a equipa comandada por Lúcio Antunes em posição muito complicada para chegar ao Mundial 2018. 

Diafra Sakho, avançado do West Ham, fez o primeiro golo do jogo, aos 82 minutos, e N'Doye ampliou aos 90+2.

Onze de Cabo Verde: Vozinha; Tiago Almeida, Ponck, Fernando Varela, Stopira; Steven Pereira, Marco Soares, Babanco; Heldon, Ryan Mendes e Garry Rodrigues.

Vamos a contas

Com esta derrota, Cabo Verde está no terceiro lugar do grupo, com seis pontos (tantos quanto o Burquina Faso) e a dois do Senegal. Desta forma, Cabo Verde ainda pode chegar ao Mundial, mas precisa de vencer o Burquina Faso, na última jornada, e esperar que dos dois jogos entre Senegal e África do Sul - a FIFA ordenou a repetição do primeiro jogo entre senegaleses e sul-africanos - saiam uma vitória sul-africana e um empate. Além disto, terá ainda de terminar com uma diferença de golos melhor do que a do Senegal.

Porquê? Porque duas vitórias sul-africanas colocariam a armada da Cidade do Cabo com dez pontos, superando os nove que Cabo Verde poderá fazer. Assim, a Cabo Verde interessa que os sul-africanos façam apenas oito pontos, deixando o Senegal com nove. Como o critério de desempate é a diferença de golos, Cabo Verde terá de recuperar a diferença de golos para os senegaleses. Neste momento, o Senegal está com +4 e Cabo Verde com -4.

Classificação grupo D:

Senegal: 8 pontos (4 jogos) (+4 em diferença de golos)

Burquina Faso: 6 pontos (5 jogos) (0 em diferença de golos)

Cabo Verde: 6 pontos (5 jogos) (-4 em diferença de golos)

África do Sul: 4 pontos (4 jogos) (0 em diferença de golos)