Grande Futebol
Berlusconi quer voltar ao futebol e fazer algo parecido com Ronaldo
2018-09-11 11:00:00
Em 1986, Berlusconi comprou o AC Milan, salvando o clube da bancarrota. Agora, quer fazer o mesmo.

Silvio Berlusconi, milionário e ex-primeiro ministro italiano, pode estar de regresso ao futebol. Depois de ter abandonado o AC Milan, clube do qual foi proprietário, o polémico e excêntrico empresário estará interessado em comprar o SSD Monza, clube que está na Série C (terceiro escalão italiano).

Em 1986, Berlusconi comprou o AC Milan, salvando o clube da bancarrota e lançando um clube vencedor. Agora, quer fazer o mesmo em Monza. Dinheiro e vontade não lhe faltam...

Mas não é só isto. Com Berlusconi, deverá ir Adriano Galliani, empresário que foi vice-presidente do AC Milan durante vários anos. E é bom não esquecer que Galliani é natural de Monza, cidade no norte de Itália, e Berlusconi mora a três quilómetros do estádio do clube, algo que tem adensado e ajudado a suportar as notícias acerca da compra do clube. Segundo a SkySports italiana, a compra do clube está apenas presa por detalhes.

Berlusconi como Ronaldo e Ulisses de volta a Ítaca

Galliani garante que o plano “evoluiu de uma tentação para uma ideia genuína” e dispara: “a nossa chegada à Série C poderá ter, nesse nível, o mesmo efeito do que Ronaldo na Série A”.

Berlusconi deixou o AC Milan em abril de 2017, depois de o vender a um grupo chinês, por 740 milhões de euros. O objetivo de Berlusconi é levar o Monza até ao “futebol a sério”.

É que, segundo Galliani, ambos sentem falta da bola. “Sentimos falta do futebol e já percebemos que a única forma de voltarmos sem arruinarmos a relação única que tivemos com o AC Milan seria comprar um clube como o Monza”. “Sentimo-nos como Ulisses a regressar a Ítaca”, disparou, ao Corriere della Sera, trazendo uma lenda mítica.

Para o Monza, ter Berlusconi e Galliani pode ser um autêntico jackpot. "Durante os últimos três dias, recebi dezenas e dezenas de telefonemas de jogadores que estão fora do contrato, agentes interessados em colocar os seus jogadores e diretores que estão curiosos sobre o projeto", disse Galliani”.

Já Nicola Colombo, atual presidente do Monza – e que continuará em funções, mesmo com Berlusconi como presidente-honorário –, explica as vantagens de ter Berlusconi no clube. “Seria muito importante para a cidade e para a região. E para o clube, que nunca esteve na Série A, seria um grande incentivo, para chegar a um objetivo que nunca conseguiu em 106 anos de história”.

Não são os únicos a querer voltar

Para além de Berlusconi e Galliani, também Massimo Moratti, outro histórico dirigente italiano – mas do Inter – quer voltar à bola.

O próprio assumiu que tentou comprar o Bari, clube que desceu à Série D. Segundo Moratti, foi lhe oferecida a possibilidade de comprar o clube. Plot twist: o Bari acabou por ser comprado por… Aurelio De Laurentis, presidente do Nápoles.

“Ofereceram-me o Bari, agora vendido ao De Laurentis. Eu discuti isso durante uns dias, com o meu filho, mas decidimos desistir e não só pela distância geográfica. Foi também porque percebemos que acabaríamos por gastar muito mais dinheiro do que o suposto”.

Em 1986, Berlusconi comprou o AC Milan, salvando o clube da bancarrota e lançando um clube vencedor. Agora, quer fazer o mesmo em Monza. Dinheiro e vontade não lhe faltam...