Grande Futebol
Bayer Leverkusen renova com treinador Peter Bosz antes de defrontar FC Porto
2020-01-17 14:00:00
Treinador holandês prolonga vínculo com emblema alemão

O treinador holandês Peter Bosz prorrogou até 2020 o contrato com o Bayer Leverkusen, adversário do FC Porto nos 16 avos de final da Liga Europa, informou hoje o clube alemão no seu sítio.

Peter Bosz partilhou a “enorme alegria” de trabalhar com uma equipa “ambiciosa, aguerrida e leal” e prometeu continuar a trabalhar duro todos os dias para criar condições para o Bayer Leverkusen “conquistar títulos e progredir”.

“Valorizámos o trabalho diário de Peter Bosz no clube e as suas aspirações são as mesmas que as nossas, ou seja, jogar futebol atraente e, acima de tudo, ser bem-sucedido”, disse o diretor executivo do Bayer Leverkusen, Fernando Carro.

Peter Bosz, de 56 anos, assumiu o cargo de treinador em 01 de janeiro de 2019 e liderou o Bayer Leverkusen, na segunda metade da última temporada, do nono ao quarto lugar da Liga alemã, classificação que valeu o apuramento para a Liga dos Campeões.

“Temos objetivos ambiciosos e estamos convencidos de que os podemos alcançar com Peter Bosz a liderar a nossa equipa técnica”, adiantou ainda em declarações ao sítio do clube Fernando Carro.

Para Rudi Voller, diretor desportivo do Bayer Leverkusen, Peter Bosz é “um treinador cuja impressão digital é evidente em todas as sessões de treino e nos jogos, bem como tem a capacidade crucial de desenvolver continuamente uma equipa”.

“A abordagem de Bosz ao jogo encaixa-se perfeitamente na nossa, já que o Bayer joga futebol agressivo e de alto ritmo, com alegria há muitos anos. Os dois lados estão felizes pela parceria continuar após o final desta temporada”, referiu Rudi Völler.

O Bayer Leverkusen também prolongou até 2022 os vínculos contratuais com o assistente técnico Hendrie Krüzen e o preparador físico Terry Peters, que chegaram ao clube com Peter Bosz em janeiro de 2019.

O Bayer Leverkusen disputa com o FC Porto a passagem aos oitavos de final da Liga Europa, numa eliminatória a duas mãos, com jogos em 20 de fevereiro, na Alemanha, e em 27 do mesmo mês no estádio do Dragão.