Fora da Bancada
PSD vai apoiar recandidatura de Marcelo à Presidência da República
2020-02-09 12:45:00
Direção do PSD sem dúvidas sobre apoio a um "grande social-democrata"

Dirigentes da equipa liderada por Rui Rio afirmam não ter dúvidas de que o PSD apoiará uma recandidatura do Presidente da República, mas salientam que é preciso respeitar o "recato" pedido por Marcelo Rebelo de Sousa.

Estas posições foram transmitidas à agência Lusa e Rádio Renascença pelo secretário-geral do PSD, José Silvano, pelo vice-presidente do partido Salvador Malheiro e pelo ex-líder parlamentar social-democrata e candidato de Rui Rio à presidência do Conselho de Jurisdição Nacional, Fernando Negrão.

No sábado, o antigo secretário de Estado Pedro Duarte, que foi diretor de campanha de Marcelo Rebelo de Sousa nas últimas eleições presidenciais, defendeu que o PSD deverá dar já neste Congresso Nacional de Viana do Castelo um sinal claro de apoio a uma recandidatura do atual chefe de Estado nas eleições presidenciais de 2021.

O secretário-geral do PSD, porém, entende que "só se poderá dar uma opinião favorável a uma candidatura quando ela existir - e o próprio professor Marcelo Rebelo de Sousa já disse que ainda não decidiu e que este nem é o tempo para decidir".

"Por isso, antes de Marcelo Rebelo de Sousa tomar uma decisão, não tem qualquer sentido o PSD estar a antecipar-se. Quando essa recandidatura for formalizada, quando for anunciada, o PSD nessa altura tomará a decisão de apoio ao atual Presidente da República", justificou.

José Silvano considerou depois que a questão das presidenciais "não está ainda em cima da mesa" e defendeu que a estratégia para dois anos do presidente do PSD, Rui Rio, "abrange as eleições presidenciais e as autárquicas - mas estas últimas são a prioridade, porque são da responsabilidade do partido".

"As eleições presidenciais ainda não estão em cima da mesa, mas vamos tomar uma posição clara sobre essa matéria. Em termos individuais, não tenho qualquer dúvida de que me revejo no mandato exercido pelo professor Marcelo Rebelo de Sousa", frisou José Silvano.

Já o vice-presidente do PSD Salvador Malheiro referiu que o líder do partido, Rui Rio, "já falou sobre isso, dizendo que apoiaria o atual Presidente da República caso ele apresente a sua candidatura".

"O professor Marcelo Rebelo de Sousa é um grande social-democrata e tem uma história na social-democracia portuguesa. Com naturalidade, o PSD estará genericamente e de forma muito maioritária com o Presidente das República, mas é um assunto que não se coloca agora", ressalvou o presidente da Câmara de Ovar.

Já o deputado social-democrata Fernando Negrão rejeitou a tese de que exista alguma ambiguidade do seu partido em relação às eleições presidenciais, sobretudo numa altura em que o líder do Chega, André Ventura, anunciou a sua entrada na corrida a Belém.

"Tenho a certeza de que o doutor Rui Rio toma a sua posição por respeito ao professor Marcelo Rebelo de Sousa. O professor Marcelo Rebelo de Sousa disse que anunciaria a sua candidatura em novembro e vai refletir. Como tal, o presidente do partido não quer tomar uma posição neste momento sobre isso, precisamente por respeito a essa posição de recato manifestada pelo Presidente da República", sustentou Fernando Negrão.

 

Tags: