Portugal
Vitória de Guimarães triunfa e sobe ao quarto lugar, apesar da réplica algarvia
2019-12-08 17:10:00
Vitória por 2-0

O Vitória de Guimarães subiu hoje ao quarto lugar da I Liga portuguesa de futebol após derrotar o Portimonense por 2-0, num encontro da 13.ª jornada em que foi mais eficaz e perigoso, apesar das ocasiões algarvias.

Após uma entrada forte dos minhotos, ‘coroada' com o golo de Léo Bonatini, aos dois minutos, o duelo prosseguiu com situações de golo para os dois lados, embora nem sempre bem jogado, até Marcus Edwards selar o resultado, com um lance individual em que superou três opositores antes de finalizar, aos 61.

A equipa treinada por Ivo Vieira encerrou um ciclo de três jogos sem triunfos no campeonato e subiu, provisoriamente, do oitavo para o quarto lugar, com os mesmos 20 pontos do quinto, Sporting, que ainda joga hoje com o Moreirense, enquanto o Portimonense, que só tem uma vitória nos últimos 11 jogos, é 16.º, com 11.

Com quatro novidades face ao ‘onze' que derrotou o Vitória de Setúbal, na quarta-feira, para a Taça da Liga - Douglas, Sacko, Pedro Henrique e Marcus Edwards -, os anfitriões instalaram-se no meio-campo algarvio logo após o apito inicial e desfizeram o ‘nulo' em menos de dois minutos.

Olá John ganhou a bola na ala esquerda, ultrapassou dois adversários enquanto penetrava na área e atrasou a bola para o encosto decisivo de Léo Bonatini, em frente à baliza.

Os minhotos perderam ritmo após o golo, mas tiveram o jogo sob controlo na primeira meia hora, tendo ameaçado novo golo em lances de contra-ataque que terminaram com remates de Rafa Soares, aos 24 e 27 minutos, e de João Carlos Teixeira, aos 33, todos eles travados por Ricardo Ferreira.

O Portimonense, contudo, melhorou gradualmente e ameaçou pela primeira vez o golo num cabeceamento de Jackson Martínez a rasar o poste esquerdo, aos 25 minutos.

Capaz de trocar a bola no meio-campo adversário, a equipa treinada por António Folha bloqueou cada vez mais as tentativas de contra-ataque do Vitória e acabou o primeiro tempo por cima, com um golo a ser anulado a Jackson Martínez, por fora de jogo milimétrico, ao minuto 37.

Os minhotos quiseram recuperar dinâmica no início da segunda parte, tendo ameaçado o golo num remate de Pêpê, aos 47 minutos, mas a equipa de Portimão ripostou' de imediato, com Douglas a ter de sair rapidamente da baliza, aos 55, para impedir o empate a Jackson Martínez, jogador que saiu lesionado três minutos depois.

A equipa de Guimarães precisou, contudo, de pouco tempo para ficar em situação mais confortável, graças à inspiração individual de Marcus Edwards: o extremo inglês ultrapassou três defesas algarvios e desviou a bola do alcance do guardião contrário, com uma finalização subtil.

Até ao fim, a turma de Portimão continuou a tentar o golo de honra e esteve perto de o fazer num cabeceamento de Aylton Boa Morte, aos 69 minutos, enquanto os vimaranenses definiram mal inúmeros contra-ataques e não avolumaram o resultado.