Portugal
"Vamos pedir com urgência uma audiência ao Governo", anuncia Varandas
2019-03-18 18:10:00
Presidente do Sporting em conferência de imprensa

Frederico Varandas, presidente do Sporting, convocou esta segunda-feira uma conferência de imprensa para alertar e discutir os incidentes de agressões a dirigentes dos 'leões' nos últimos dias, nomeadamente no Estádio do Bessa e no Dragão Caixa, num jogo de hóquei em patins. O líder dos verde e brancos anunciou que o clube vai pedir uma audiência ao governo para discutir o assunto. 

"São episódios de violência que nós repudiamos, que nós combatemos e que, sobretudo, não queremos que se repitam. No Bessa, há cerca de nove dias, tivemos um elemento do Conselho Diretivo que foi agredido com murros na nuca e há cerca de 48 horas tivemos uma agressão miserável a uma senhora que foi esmurrada na face. São ambos casos cobardes e foram preciso cobardes para o fazer", começou por dizer. 

"O que aconteceu não pode ser tolerado. Gente desta tem de ser banida dos recintos desportivos. Federações, Liga, Conselhos de Justiça, de Disciplina, Secretaria de Estado do Desporto... não podem fingir que isto não aconteceu. Se as regras existem, que haja coragem para as aplicar. Não chega um telefonema pessoal para o presidente a pedir desculpa. Não chega um pedido de desculpa envergonhado, quase em off, ao presidente do Sporting", continuou. 

Frederico Varandas salientou depois que "o desporto não pode ser um território sem lei e sem decência" e anunciou que vai pedir uma audiência com o Governo. 

"A gravidade do que aconteceu exige uma resposta ao mais alto nível institucional. Vamos pedir uma audiência com o Governo com urgência, vamos pedir reuniões com todos os presidentes das federações e ligas de onde o Sporting disputa os campeonatos e propomos a criação de um Conselho Estratégico para a Segurança no Desporto. Isto não é um problema do futebol, das modalidades, das claques ou das tribunas. É um problema do desporto nacional", afirmou.

Sê o primeiro a comentar: