Portugal
Sporting pede 54, 7 milhões de euros de indemnização por Patrício
Redação Bancada
2018-07-11 00:20:00
Leões querem que o guarda-redes e o Wolverhampton WFC sejam punidos

A queixa do Sporting contra Rui Patrício e o Wolverhampton foi enviada à FIFA, através de um extenso documento redigido pelo gabinete de advogados de Juan de Dios Crespo Pérez, advogado espanhol e especialista em direito desportivo e litígios contratuais que vai defender os leões nos casos das rescisões. No documento, onde são explicados e rebatidos os pontos que o guardião alegou para rescindir contrato alegando justa causa, é pedida uma indemnização de 54,7 milhões de euros, mais juros, correspondentes à cláusula de rescisão (45 milhões de euros), mais os salários até ao final do contrato.

Através deste documento, o Sporting pede sanções desportivas para o guarda-redes e para o Wolverhampton WFC, no caso do guarda-redes seis meses sem poder jogar em partidas oficiais e no caso do clube duas janelas de transferências consecutivas sem poder contratar jogadores.

Na carta, pode ler-se que a mudança de treino de quarta para terça foi decidida pelo treinador de então, Jorge Jesus.

 

Sê o primeiro a comentar: