Motores
Programa do Grande Prémio de Fórmula 1 da Áustria 2020 (horário em Portugal)
2020-07-03 13:40:00
Veja todos os horários de treinos-livres, qualificação e Grande Prémio, a partir de hoje

Depois da paragem na competição devido à pandemia, a competição regressa em Spielberg, com o Grande Prémio da Áustria, cujos treinos livres decorrem nesta sexta-feira.

Após cerca de quatro meses de suspensão das competições devido à pandemia da covid-19, a Fórmula 1 está de volta, com transmissão em direto na Eleven Sports.

Com início hoje, na Áustria, com o Fórmula 1 Rolex Grosser Preis Von Österreich 2020, há para já oito Grandes Prémios confirmados.

Ao longo dos próximos três meses, os fãs da prova rainha dos desportos motorizados vão poder voltar a viver as emoções da F1, num campeonato que promete muita ação e emoção.

Veja o programa da Grande Prémio da Áustria, com hora portuguesa

3 julho
10h00 - Treinos livres
14h00 - Treinos livres

4 julho
11h00 - Treinos livres
14h00 - Qualificação

5 julho
14h10 - GP Áustria

O GP da Áustria contará com o apoio da F2, F3 e Porsche Supercup, que também regressam para adicionar ação às corridas.

Calendário de provas do Mundial de F1

3 a 5 julho – Spielberg, GP Áustria
10 a 12 julho – Spielberg, GP Áustria
17 a 19 julho – Hungaroring, GP Hungria
31 Julho a 2 agosto – Silverstone, GP Grã-Bretanha
7 a 9 agosto – Silverstone, GP Grã-Bretanha
14 a 16 agosto – Barcelona, GP Espanha
28 a 30 agosto – Spa-Francorchamps, GP Bélgica
4 a 6 setembro – Monza, GP Itália

A propósito do regresso dos grandes prémios, a F1 anunciou o lançamento de uma iniciativa que pretende combater o racismo e incentivar a mais diversidade na competição. A campanha #WeRaceAsOne pretende também homenagear todos os que estão na linha de frente no combate à covid-19.

Para o efeito, a F1 desenvolveu um logótipo específico: um arco-íris com as cores das 10 equipas que competem no Mundial. O logótipo vai integrar a decoração dos monolugares e será também exposto nos circuitos e nas boxes das equipas.

Em comunicado, a F1 já havia destacado que “o mundo se uniu na luta contra a covid-19” e que “pessoas de todos os setores se uniram na condenação do racismo e da desigualdade”, referindo que a F1 pode “fazer a diferença e usar a sua voz” a favor destes temas com o lançamento da campanha #WeRaceAsOne.