Portugal
"Perdi dois aniversários do meu filho em quatro anos. Isso eu não recupero"
2019-04-22 23:20:00
Bruno Lage em conferência de imprensa

"No futebol, como na vida, tudo se recupera, mas não podemos voltar a jogar contra o Sporting, com o Eintracht, mas ainda temos estas finais pela frente. Isso é o que mais conta, o que vem a seguir. Foi isso que disse aos jogadores. Temos que aproveitar ao máximo o tempo, porque ele não volta para trás. O meu filho faz quatro anos e já perdi dois aniversários… isso é que eu não vou recuperar mais. Eram cinco finais e agora passam a ser quatro. Temos de aproveitar o agora, com entradas fortes no jogo. Os jogadores aproveitaram os 90 minutos para fazer uma belíssima exibição e faltam agora quatro finais", começou por analisar. 

Em conferência de imprensa, Bruno Lage desejou "a melhor sorte" ao Marítimo e a Petit para alcançarem os objetivos para o que resto da temporada, antes de explicar a preparação para o próximo duelo, frente ao Braga. 

"Fiz o quarto nível de curso de treinador com o Petit, é um grande homem e o Petit fez de certeza de tudo para ganhar ao Benfica. Desejo a melhor sorte a ele e ao Marítimo para os jogos que restam e para o objetivo que têm. (...) Depois de um dia de recuperação, vamos fazer um ciclo normal de preparação, com três dias para preparar da melhor forma o desafio seguinte com o Sporting de Braga", acrescentou.

Relativamente ao clima de suspeição que se vive no futebol português, nomeadamente em relação à divulgação dos árbitros, o técnico do Benfica reconhece que isso "não é de agora" e que, por isso "é chegar a casa e ver o canal Panda".

"O clima de suspeição não é de agora. Os jornais saem todos os dias, os programas são todos os dias… está-se a falar de tanta coisa e o que mais estranho é pessoas com passado nesta modalidade entrarem nisto. Por isso digo que, para mim, é chegar a casa e ver o canal Panda com o meu filho, rematou. 

Sê o primeiro a comentar: