Portugal
"Os bancos hoje em dia ajudam zero o Sporting", garante Salgado Zenha
2020-02-24 11:45:00
Administrador financeiro da SAD traça cenário das contas leoninas

Francisco Salgado Zenha é o rosto das finanças do Sporting na direção de Frederico Varandas e explica que o clube terá de capitalizar o dinheiro alcançado com a venda de Bruno Fernandes, por forma a ultrapassar a situação de tesouraria que atravessa.

"Acabámos de vender o Bruno Fernandes e havia a expectativa de que esbanjássemos o dinheiro a contratar jogadores por 20 milhões de euros como fez o Benfica e nós não o fizemos", assinala o administrador financeiro leonino, em entrevista à 'Tribuna Expresso'.

Quanto aos negócios com a banca, Salgado Zenha deixa uma resposta aos associados e também ao público em geral.

"A opinião pública diz que há perdão de dívida, que os bancos ajudam o Sporting... os bancos hoje em dia ajudam zero o Sporting", assegura ao administrador financeiro de Alvalade.

Salgado Zenha sublinha que os bancos "não ajudam mais do que qualquer outra empresa, só estão interessados no negócio deles" e aponta para negócios onde "todos perderam".

"Os bancos porque emprestaram muito dinheiro ao Sporting e depois tiveram de andar a fazer reestruturações sucessivas e o Sporting porque está completamente estrangulado, que nem se consegue mexer", revelou, confirmando que, nesta altura, a dívida do Sporting aos bancos ronda os "120 milhões de euros".

Ciente de que a direção de Varandas tentou "passar uma mensagem construtiva" desde que chegou a Alvalade, Salgado Zenha considera, ainda assim, que a mensagem podia ter sido diferente.

"Seria fácil batermos no que vinha de trás, baixarmos as expectativas das pessoas e se calhar devíamo-lo ter feito", referiu o administrador financeiro, que deixa ainda um aviso ao traçar a realidade que vê no clube verde e branco.

"O Sporting tem tido estabilidade nos últimos anos, nas últimas décadas? O Sporting é um clube estável? Eu acho que não é", considerou Salgado Zenha, em entrevista à 'Tribuna Expresso', destacando o que a direção de Varandas tem tentado fazer.

"O que esta direção pode fazer é lutar para dar o máximo de estabilidade ao Sporting. Conseguiremos ser campeões enquanto não tivermos estabilidade? Não. Temos hoje condições para isso? Acho que não. Tínhamos condições para isso há um ano ou dois? Acho que não."