Portugal
"O presidente da UEFA apontou para o Rúben Dias e disse: 'Aquele é o chefe'"
2019-03-23 16:20:00
Domingos Soares de Oliveira lembrou um episódio com Ceferin e o internacional português

João Félix, Ferro, Florentino ou Jota. A aposta na formação tem marcado o discurso do presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, que tem visto esse trabalho ser recompensado com vários jogadores na equipa principal. Alguns deles são já pretendidos por grandes clubes do futebol europeu, curiosos pelo trabalho desenvolvido no Seixal. 

Em entrevista ao Tuttosport, Domingos Soares de Oliveira, CEO da SAD do Benfica, explicou o projeto e o investimento feito pelo clube no futebol mais jovem. 

"A era dourada da formação do Sporting coincidiu com um dos períodos mais complicados do Benfica. No entanto, a situação mudou por completo nos últimos anos e a estabilidade e o crescimento económico do clube ajudou a desenvolver este projeto", começou por dizer. "A nossa ideia é ter uma mescla de jogadores jovens e jogadores experientes, que sirvam de exemplo para os mais novos. (...) Investimos cerca de cinco milhões por ano na formação. Procuramos ter treinadores ao nível dos jogadores. Exemplos? Temos o Pedro Marques que já trabalhou na academia do Manchester City e o responsável pela academia do Benfica é o Pedro Mil-Homens que esteve no Sporting durante os anos de ouro", referiu. 

Na mesma ocasião, o CEO da SAD encarnada contou ainda um episódio com cerca de dois anos, envolvendo Rúben Dias e Aleksander Ceferin, presidente da UEFA. 

"Em 2017, o presidente [Luís Filipe] Vieira e eu estávamos em Nyon para a final da Youth League, entre o Benfica e o Salzburgo. Nas bancadas, ao nosso lado, estava o presidente da UEFA, Aleksander Ceferin, que em determinado momento do jogo se virou para nós e, apontando para o Rúben Dias no campo, disse: 'Aquele é o chefe'. Claro, não?", contou. 

Sê o primeiro a comentar: