Portugal
"Os lenços são para assoar. A mim dizem-me pouco", diz Conceição
2020-01-21 12:50:00
Técnico portista na antevisão à meia-final da Taça da Liga contra o Vitória de Guimarães

Sérgio Conceição revela que o FC Porto avança para a meia-final da Taça da Liga com o objetivo de marcar presença na final. Apesar de admitir que o foco está agora nesta prova, o técnico foi confrontado sobre o estado de espírito que o plantel irá apresentar em Braga após ter ficado a sete pontos do Benfica no campeonato.

"É sempre melhor trabalhar em cima de vitórias. Não sou hipócrita para dizer que está  bem e que está tudo extremamente feliz. Mas isso faz parte da vida e do futebol. Foi um resultado negativo dentro de um jogo ingrato para nós", afirmou o treinador do FC Porto, em declarações em conferência de imprensa de lançamento da meia-final contra o Vitória de Guimarães.

Questionado sobre a contestação e os lenços brancos que viu no final da última partida, o técnico preferiu não comentar.

"Não respondo. Quando aqui cheguei o FC Porto estava sem ganhar há quatro anos. Não tenho que comentar a reação dos adeptos muito menos aqueles que falam na imprensa", salientou, destacando que "normalmente quando as expectativas são baixas e a exigência por si só acaba por baixar".

"Quando ganhamos batem palmas, quando perdemos assobiam e mostraram lenços. Os lenços utilizo para me assoar ou limpar a transpiração de trabalhar aqui todos os dias. Isso diz-me muito pouco. Ou seja, não me influencia no meu trabalho."

Conceição lembrou que ajudou a "levantar o FC Porto" e a "quebrar a hegemonia do Benfica", numa altura em que essa vitória no campeonato acabou por ser "dos mais importantes da história do FC Porto". E aí, nessas circunstâncias "a exigência começa a aumentar".

"Como se sou um homem do futebol que gosta de desafios e de pressão, acho que faz parte a reação dos adeptos. Ouvi e li reações de vários adeptos, comentadores de televisão e na imprensa. Se vou comentar as opiniões todas, não faço outra coisa e acabo por não me focar no mais importante, que é ter resultados para que esses adeptos batam palmas".

Aos jornalistas, Conceição diz ainda ter "um respeito enorme por toda a massa adepta do FC Porto".

"Eles sabem a ligação que temos de há anos, mas isso não me condiciona no meu trabalho. Se não, tenho de pegar nas malas."