Portugal
Não há dúvida: o VAR errou no Sporting-Feirense (Vídeo)
Redação Bancada
2018-02-12 09:25:00
Duarte Gomes e Pedro Henriques esclareceram algo que o protocolo de implementação do vídeo-árbitro prevê.

O golo anulado a Doumbia, aos 18 minutos do Sporting-Feirense, foi um erro da equipa de arbitragem. Duarte Gomes e Pedro Henriques esclareceram, ao Bancada, algo que o protocolo de implementação do vídeo-árbitro também prevê.

O lance é fácil de explicar: falta de Bruno Fernandes, na zona do meio campo, que o árbitro não assinala. A jogada prossegue e a bola chega a ser recuperada duas vezes pela equipa do Feirense e tocada por três jogadores diferentes. Depois disso, transição do Sporting e golo. Manuel Oliveira, vídeo-árbitro, aconselhou Luís Ferreira, árbitro, a ir ver as imagens desse lance. E assim foi. Mas mal. 

Duarte Gomes, ex-árbitro e especialista da "SIC", do "Expresso" e de "A Bola", explica a situação, ao Bancada. "Houve erro nesse lance. A jogada só é revista até à posse de bola que origina o (neste caso) golo. A falta do Bruno Fernandes ocorreu em lance anterior e não era passível de revisão", detalha. 

Visão semelhante é partilhada por Pedro Henriques, especialista da SportTV: "O árbitro errou ... Ao terem intervido três jogadores do Feirense, após a falta de Bruno Fernandes, iniciou-se outra jogada, logo o golo só pode ser revisto a partir da bola perdida por Jean Sony".

Protocolo é claro

Se dúvidas ainda resistirem, atente no protocolo do vídeo-árbitro. 

"Em golos, lances de penálti e cortes de claras oportunidades de golo, o árbitro pode rever o lance até ao início do processo ofensivo que culminou no incidente [golo, neste caso]. Se for o caso, pode ver ainda como é que a posse de bola foi ganha no início desse momento do jogo [bola perdida por Sony, neste caso]".

Veja o lance.

Sê o primeiro a comentar: