Grande Futebol
N'Zigou revela que a mãe foi "sacrificada" para que ele tivesse sucesso
Sérgio Cavaleiro
2018-08-17 22:00:00
O antigo futebolista revelou ainda ter mantido relações incestuosas e homossexuais

Tem cinco anos a mais do que aqueles que dizia ter, viu o pai "sacrificar" a mãe pelo seu futuro como futebolista e, numa onde de confissões, revelou ter mantido relações homossexuais, assim como com a sua irmã e tia. Enfim, esta é a história de Shiva Star N'Zigou contada pelo próprio.

Ora bem, a Taça das Nações Africanas (CAN) de 2000 ficaram marcadas pelo recorde batido por Shiva Star N'Zigou. O jovem gabonês de 16 anos tornou-se no mais jovem futebolista a participar no torneio. Mas, o avançado que chegou ao futebol francês para representar o FC Nantes em 1999, fez ainda melhor quando marcou um golo.

Quem o viu por aqueles dias notava num jovem de 16 anos com muitas qualidades e com uma grande margem de progressão. A verdade, revelada 18 anos depois pelo próprio jogador, mostra que afinal, N'Zigou tinha já 21 anos quando participou na CAN de 2000. Num vídeo com o carimbo do canal cristão gabonês "TV2Vie", o antigo jogador revelou ainda o facto de o pai ter assassinado a mãe como sacrifício.

O pai que sacrificou a mãe

No vídeo pode ver-se o nervosismo do antigo jogador, que chegou a estar muito perto de ingressar no Vitória de Setúbal no verão de 2005, nos momentos que antecederam as "confissões" como o próprio designou. N'Zigou começou por explicar que se chama agora Isaías, depois da conversão ao cristianismo, para depois largar a revelação bombástica do sacrifício da sua mãe.

"A minha mãe faleceu, mas eu tenho de revelar que ela foi sacrificada", começou por dizer N'Zigou. "Eu assinei muitos contratos e trouxe muito dinheiro para a família, mas isso foi também uma fonte de muita discórdia lá em casa", continuou. De seguida, o antigo internacional gabonês explicou que foi o seu pai que cometeu o "sacrifício". "Para ficar com o dinheiro todo, o meu pai decidiu sacrificar a minha mãe e manter o espírito para eu ter sucesso no futebol", contou.

Relações incestuosas e homossexuais

N'Zigou revelou ainda que, segundo o seu pai, o "sacrifício foi-lhe pedido durante os sonhos" pelo próprio filho. "Eu recusei esse sacrifício", afirmou, "mas infelizmente foi feito", referiu N'Zigou. "Peço perdão. Eu queria confessar", desabafou o antigo futebolista diante de uma plateia atenta. Plateia que ouviu ainda mais uma série de confissões por parte de N'Zigou, por exemplo, o facto de ter tido relações sexuais com membros da sua família.

"Quando era mais novo mantive relações sexuais com a minha tia e com a minha irmã", começou por revelar N'Zigou, não ficando por aqui. "Também dormi com um amigo meu e mantive um relacionamento de longo prazo com outro homem", referiu o antigo futebolista que pendurou as botas em 2015 depois de se ter convertido ao cristianismo.

Shiva Star N'Zigou chegou a França em 1999 para representar o FC Nantes. Em 2005 esteve muito perto de assinar pelo Vitória de Setúbal, mas acabou por ser desviado pelo Stade de Reims, da França, onde esteve cinco temporadas, mas sem grande sucesso. Bélgica, Gabão e, outra vez França, seria o trajeto de N'Zigou até colocar um ponto final na carreira em 2015.

Veja o vídeo das confissões de Shiva N'Zigou

Sê o primeiro a comentar: