Portugal
Mais canais, mais divisão, mais despesas: Quanto custa ver futebol em Portugal?
João Pedro Cordeiro
2018-08-15 21:00:00
Entrada em cena da Eleven Sports dividiu o mercado e obriga o consumidor a gastar ainda mais para ver futebol.

Se, como nós, for um maluquinho da bola e for daqueles que não se importa assim tanto quem esteja a jogar e só quer é ver futebol, esta parece uma fase complicada. Com a entrada em campo da Eleven Sports sobem para três o número de canais que são precisos pagar para poder ver todos jogos e competições com transmissão em Portugal. Dos jogos do Benfica em casa, à Liga dos Campeões ou Liga Espanhola, a oferta futebolística em Portugal está cada vez mais dispersa e dividida. Para ver futebol é preciso ser Premium e ter, pelo menos, 45€ disponíveis todos os meses. No mínimo, reforçamos.

Se os monopólios nunca fizeram bem a ninguém e só a concorrência permite aumentar o nível qualitativo da oferta, a verdade, é que à primeira vista, quantos mais canais de desporto Premium existirem pior é para o consumidor final. Esta temporada, por exemplo, com a compra dos direitos da Liga dos Campeões, Liga Espanhola e demais competições por parte da Eleven Sports passa a ser necessário subscrever três canais de desporto para poder ver todas as principais competições futebolísticas do Mundo quando até há bem pouco tempo eram necessários apenas dois e, um deles, com características muito próprias. Sem uma diminuição do preço dos serviços por parte da Sport TV, fica a perder o consumidor que necessita pelo menos 45€ por mês para subscrever todos os canais de desporto portugueses. E, isto, sem canais HD da Sport TV.

Os 9,99€ mensais necessários para a subscrição da Eleven Sports juntam-se assim aos 9,90€ e 23,99€ dos canais que já existiam em Portugal, BTV e Sport TV, respetivamente. Ao todo são agora necessários 43,88 euros por mês para poder ver o Benfica a jogar na Luz para a Liga Portuguesa, competições como a Liga Italiana e a Premier League, mas também a Liga Espanhola e a Liga dos Campeões. Sem uma melhoria imediata dos serviços que vão sendo prestados pelas cadeias de televisão e perante a maior divisão da oferta mas, acima de tudo, perante o aumento do custo de ver futebol em Portugal, à primeira vista, ficou a perder o consumidor.

A questão, para o consumidor, agrava-se se o mesmo quiser assistir a todas estas competições no conforto possibilitado pelo HD, já que o valor de 23,99€/mês da Sport TV refere-se a um serviço SD. Se quiser ter acesso aos canais HD da Sport TV deve então juntar 4€ mensais ao valor anterior fazendo subir a mensalidade total para os 47,88€ caso queira ver todas as competições de futebol com transmissão em Portugal. Pior, para aqueles que fazem ainda uma grande utilização de outras plataformas que não o televisor comum, como os smartphones ou os tablets. Esses terão de pagar mais 2€/mês para usufruir do serviço Multiscreen da Sport TV.

Ou seja, ao todo, para ver futebol em todo o seu esplendor e em todas as plataformas possíveis em Portugal poderá ter de pagar 49,88€ por mês. Um valor que só por si é quase 10% do orçamento mensal de alguém que aufere o salário mínimo em Portugal, mais concretamente, 7,2% do orçamento mensal de alguém que ganhe o salário mínimo. Isto, só de canais de desporto que terão sempre de estar associados a um pacote de televisão/internet/telefone por mais básico que este seja. Ou seja, deve ainda juntar-se a esses 49,88€/mês, no mínimo, mais 30€ para um total de praticamente 80€/mês para poder ver todo o futebol possível em Portugal.

Em Espanha, por exemplo, com os direitos divididos entre Movistar e Bein Sports, quem quiser assistir a todo o futebol possível transmitido no país terá algo como 125€/mês, pacote de operadora incluído. À primeira vista ainda mais caro do que em Portugal, mas curiosamente com um impacto no orçamento familiar ainda mais elevado para alguém que receba o salário mínimo espanhol. Ver todo o futebol possível em Espanha custa cerca de 15% de um salário mínimo, o que à primeira vista até torna o ambiente vivido em Portugal menos negativo.

A luta pelos direitos televisivos das principais competições futebolísticas dividiu a oferta um pouco por todo o Mundo e o prejudicado acabou por ser o consumidor que se vê obrigado a pagar vários canais diferentes para ter acesso a todas as competições. Em Inglaterra o cenário é igualmente complicado com os direitos televisivos a dividirem-se entre a Sky, a BT Sports e agora também a Eleven Sports que aumenta a conta mensal para cerca de 93€ caso subscreva um pacote da Virgin Media com a Sky Sports, a BT Sports e ainda subscreva a App da Eleven Sports. Isto durante o primeiro ano, já que depois há um agravamento da mensalidade para os 122€ euros mês, mais coisa menos coisa.

Ver futebol em Portugal ficou assim mais complicado a partir deste ano e, mais em concreto, a partir de hoje com a entrada da Eleven Sports a todo o gás no mercado nacional. Canal que já pode ser subscrito no site oficial do canal, mesmo que o acordo com operadoras como a NOS, a MEO ou a Vodafone ainda não tenham acontecido. Perante o aumento do valor mensal para se ver futebol em Portugal, perdeu o consumidor. Venha de lá esse monopólio.

Sê o primeiro a comentar: