Portugal
"Tenho uma lesão há várias semanas mas não queria sair até o título ser nosso"
2019-05-21 10:40:00
Defesa fala do primeiro discurso de Lage que "retirou um peso" das costas do plantel

Nem sempre idolatrado como outros, André Almeida é o 'bombeiro' do plantel do Benfica que, ao longo dos anos, tem feito várias posições. Ultimamente, tem vindo a fixar-se no lado direito da defesa e faz parte do lote de capitães, sendo um dos mais antigos do plantel. Nos últimos jogos da caminhada para o 37.º título, André Almeida terminou a chorar de emoção. Emoção e dores, dado que, confessa agora, chegou a jogar lesionado mas não queria abandonar a equipa numa fase tão decisiva.

"Tenho uma lesão há três, quatro semanas que me dificulta um pouco o jogo, mas eu pedi ao míster para me deixar lá dentro porque eu queria dar o meu contributo e não queria sair enquanto o título não fosse nosso", confessou André Almeida.

Em declarações à 'Benfica TV', o camisola 34 revela que Bruno Lage "soube entender isso, às vezes até abdicando de treinar alguns dias, mas tanto ele como o posto médico compreenderam".

Daí que André Almeida não tenha dúvidas de que este título tem o sabor da "superação". "Mais do que grandes jogadores, temos grandes homens dentro deste plantel e soubemos sempre dar a cara nos momentos mais difíceis".

A época esteve longe de ser feita de facilidades, tanto que, a dado momento, o Benfica estava em quarto lugar a sete pontos da liderança. Porém, André Almeida considera que o grupo confiou sempre no trabalho que ia fazendo.

"Mesmo quando estávamos a sete pontos do FC Porto, nós sempre acreditámos no nosso valor e na competência daquilo que fazíamos todos os dias."

Quando Bruno Lage chegou, o Benfica iniciou uma recuperação que terminou com a vitória final no campeonato. André Almeida explica agora o que Lage, o treinador que trouxe para o léxico do futebol os desenhos animados 'Super Wings' do canal 'Panda', pediu mal entrou no balneário da equipa principal.

"Retirou-nos um peso de cima quando nos pediu que fôssemos crianças. 'Brinquem, divirtam-se nos treinos, deem o vosso melhor, desfrutem de cada momento com os vossos colegas, que têm um enorme talento'", recorda Almeida.

Aos 28 anos e já cinco vezes campeão nacional, André Almeida confessa que o facto de o grupo ser "brincalhão" ajudou na reta final que é a "altura das decisões, onde a carga emocional é mais pesada e a entrada para os jogos pode trazer mais ansiedade".

Sê o primeiro a comentar: