Grande Futebol
Imprensa internacional destaca diferença entre FC Porto e Liverpool FC
2018-02-15 11:05:00
Os dragões foram goleados por 5-0 pelos britânicos

Depois de ter sido 'cilindrado' pelo Liverpool FC na primeira mão dos oitavos-de-final da Liga dos Campeões, o FC Porto recebeu bastante destaque na imprensa internacional desta quinta-feira. Alguns jornais preferiram brincar com a roda formada por Sérgio Conceição no final dos jogos, enquanto outros realçaram a grande diferença entre os clubes portugueses e os ingleses.

Começando pelos jornais ingleses, o 'The Guardian' realçou a "resposta enfática" dada pelo Liverpool FC no primeiro jogo europeu da temporada sem Coutinho, vendido ao FC Barcelona. "Se a linha ofensiva do Liverpool FC ia ter sucesso sem Phillipe Coutinho no regresso ao palco da Liga dos Campeões era uma questão legítima. Ao inglifir a maior derrota em casa da rica história europeia do FC Porto foi a resposta enfática", escreveu a publicação.

Já o 'The Daily Telegraph' utilizou a habitual roda de jogadores que Sérgio Conceição forma no fim dos jogos para ironizar. "Pareceu uma sessão de terapia de grupo", disseram. "Depois do apito final, toda a equipa do FC Porto juntou-se num grupo na zona de penálti à frente dos fervorosos adeptos. É, obviamente, um ritual, mas mais pareceu uma sessão de terapia de grupo depois do Liverpool FC destruir este orgulhoso clube português. Os dragões foram mortos pelo tridente ofensivo composto por Sadio Mané, que marcou um hat-trick, Mohamed Salah e Roberto Firmino."

Em França, o 'L'Équipe' frisou que os 0-5 fixados no resultado final quando o árbitro apitou para o término do jogo demonstram aquilo em que se tornou a liga milionária. "A amplitude do resultado resultado e, sobretudo, a forma como tudo aconteceu dão uma ideia daquilo em que se tornou a Liga dos Campeões: mesmo um clube tão prestigiado como o FC Porto não pode acompanhar as locomotivas dos principais campeonatos dos direitos televisivos. Os dragões atuais são os distantes descendentes dos campeões da Europa de 1987 ou 2004", podia ler-se na edição em papel, ao passo que os italianos da 'La Gazzetta dello Sport' elegeram José Sá como o pior em campo, dando uma nota de 4,5 pontos em 10 possíveis.

No país vizinho, finalmente, o 'AS' reconheceu que foi "demasiado para o FC Porto" e que há diferenças claras entre o futebol português e o inglês. "Uma trituradora passou pelo Estádio do Dragão. Os dragões foram arrasados por um Liverpool FC poderoso e intenso do princípio ao fim. Marcou cinco golos e deixou bem clara a diferença entre o atual campeonato inglês e português", publicou o diário, ao passo que o 'Mundo Deportivo' assegurou que está confirmada "a ressurreição do futebol inglês na Europa".

"O Liverpool de Jurgen Klopp deixou assegurou ontem, salvo qualquer milagre do FC Porto em Anfield, a passagem aos quartos-de-final da Liga dos Campeões ao ganhar por 5-0 ao Porto e confirmou a ressurreição do futebol inglês na Europa", disse.

Sê o primeiro a comentar: