Portugal
“Gostava de discutir com Sérgio Conceição e de lhe pôr problemas”, diz Custódio
2020-04-10 16:30:00
O técnico do SC Braga fala sobre a experiência enquanto treinador

O treinador do SC Braga, Custódio, concedeu uma entrevista ao ‘site’ do clube bracarense e refere que gosta de ouvir as opiniões dos jogadores sobre determinados assuntos, prática que fazia enquanto futebolista.

Ao mesmo tempo, o técnico, que substituiu Rúben Amorim em março deste ano, recorda os tempos passados com Sérgio Conceição no SC Braga.

“Hoje sinto que os jogadores são muito reservados perante o treinador e eu não gosto disso, gosto de os pôr a falar. No SC Braga, por exemplo, gostava de discutir com o Sérgio Conceição, gostava de lhe pôr problemas”, afirmou Custódio.

Após a experiência de jogar em clubes como o Sporting, Vitória de Guimarães e Dínamo Moscovo, Custódio começou a carreira de treinador como adjunto da equipa B do SC Braga em 2017/2018, na altura treinado por Abel Ferreira.

Em dois anos de trabalho – um deles na equipa principal – com o atual técnico do PAOK, o timoneiro do emblema bracarense destaca todo o conhecimento adquirido durante esse período.

“Foi um privilégio ter estado perto do Abel quando fui adjunto do SC Braga B e ele estava na equipa principal. Nessa fase, que foi importante para a organização das minhas ideias, percebi que há várias coisas que partilhamos”, indicou.

Durante a entrevista, Custódio assegura que foi acumulando ideias durante o período enquanto futebolista, mas também pelos treinadores que teve na carreira.

Tendo como referências José Mourinho, Manuel José ou Fernando Santos, o jovem técnico considera que já tinha vontade de estar nos bancos desde os 22 anos, altura em que jogava no Sporting.

“Já com 22/23 anos eu sentia que tinha de perceber muito bem as coisas, mais do que muitos dos meus colegas. A verdade é que eu não gostava de fazer as coisas por fazer, gostava de saber porque é que as fazia”, completou.