Prolongamento
Gomes da Silva estranha ausência de processo contra mulher de vice do Benfica
2019-03-25 12:05:00
Antigo dirigente elogia processo contra declarações de Ana Gomes mas levanta dúvida

Rui Gomes da Silva aplaude a atitude do Benfica em avançar com um processo contra a eurodeputada Ana Gomes, mas diz não compreender o porquê do mesmo não ser feito contra Manuela Moura Guedes, esposa de José Eduardo Moniz, que é vice presidente do Benfica.

"Só posso aplaudir a decisão do presidente do Benfica de processar a embaixadora [n.d.r. eurodeputada] Ana Gomes pelas suas afirmações!", relata Rui Gomes da Silva na crónica que, semanalmente, assina no blogue 'Novo Geração Benfica'.

Porém, Gomes da Silva deixa no ar uma dúvida. "Só não percebo é porque não fez o mesmo perante o ataque pessoal e direto (de segunda feira passada, na SIC) de Manuela Moura Guedes, mulher do vice-presidente e administrador da SAD do Benfica, José Eduardo Moniz."

Gomes da Silva lembra: "Depois de ter ouvido a 'procuradora' acusar o presidente do Benfica de ser um 'intocável' (com toda a conotação negativa dessa designação), a propósito da situação do Novo Banco (ex-BES), esperei pelos títulos dos jornais dos dias seguintes para saber se, ainda antes de Ana Gomes, ela seria alvo de um processo. E se, cumulativamente, se tinha divorciado do marido ou se tinha demitido dos cargos que ocupava na estrutura do Benfica!"

O antigo dirigente do Benfica, que assumiu já ser candidato num próximo ato eleitoral para os órgãos sociais do clube, finalizou ainda. "Afinal nem processo, nem divórcio, nem demissão! Até agora porque não vejo diferença - no objetivo e no conteúdo - entre a declaração de uma e a afirmação de outra! Intocável quem?"

Sê o primeiro a comentar:
Tags: