Portugal
"Estão lançadas as raízes para um futuro promissor", diz Vítor Oliveira
2020-07-13 17:55:00
Treinador do Gil Vicente faz antevisão do jogo com o Tondela, já com a manutenção garantida

O treinador Vítor Oliveira definiu hoje a manutenção do Gil Vicente na I Liga como “um ponto de viragem na vida” dos minhotos, que procuram “voltar à realidade” na receção ao Tondela, em jogo da 32.ª jornada.

“Esta época do Gil Vicente é extraordinariamente importante. Ficar em 10.º ou em 16.º será igual, porque o único objetivo era a permanência. Neste ano de transição muito difícil, tivemos de minimizar várias contrariedades para sairmos vivos, mas estão lançadas as raízes para um futuro promissor”, avaliou o técnico, em conferência de imprensa.

Os ‘galos’ alcançaram a manutenção na elite na sexta-feira, quando triunfaram na deslocação ao Vitória de Guimarães (2-1), dando “com algum brilhantismo” um passo “fundamental para a continuidade do projeto” do emblema de Barcelos, que antecipa “seriedade e dignidade em prol da verdade desportiva” na reta final do campeonato.

“Vamos defrontar três clubes que estão na luta pela manutenção e, certamente, todos querem ter adversários competentes. Apesar de toda a envolvência e das vicissitudes que as equipas passaram nestas últimas 10 jornadas, temos a obrigatoriedade de sermos o mais sérios possíveis para que a verdade desportiva esteja presente”, alertou.

Determinado a contrariar o “alívio e a descompressão grande” originados pelos festejos da permanência, Vítor Oliveira recusa “alterar muito o discurso” para continuar a exigir “empenhamento máximo” ao plantel do Gil Vicente, tendo em vista o “crescendo de forma” mostrado nas vitórias consecutivas sobre Rio Ave (1-0) e Vitória de Guimarães.

“Só dando tudo é que conseguimos chegar ao rendimento que nos permite ter estes pontos. Somos uma equipa na verdadeira aceção da palavra e, quando não o fomos, demos barraca. Há que manter este espírito. Vimos de dois triunfos importantíssimos e merecidos sobre duas das melhores equipas da I Liga e nenhuma foi por acaso”, notou.

O experiente treinador reconheceu o favoritismo dos gilistas frente ao Tondela, uma das cinco equipas envolvidas na luta pela manutenção, recorrendo ao currículo pessoal de 11 promoções à elite a partir do escalão secundário para notar que “é muito mais tranquilo, motivador e menos assustador jogar para subir do que jogar para não descer”.

“Vai ser um jogo muito difícil. O Tondela tem melhores resultados fora e precisa urgentemente de pontos, mas atravessamos um bom momento e estamos motivados, fortes e confiantes”, concluiu Vítor Oliveira, que pode contar com o defesa Rúben Fernandes e o avançado Sandro Lima, após terem cumprido castigo na ronda passada.

Já o guarda-redes Wellington Luís e o defesa Henrique Gomes integram o boletim clínico dos minhotos, que vão tentar igualar a melhor sequência da época diante dos ‘beirões’.

​​​​​​​​​​​​​​O Gil Vicente, nono classificado, com 39 pontos, recebe o Tondela, na 15.ª posição, com os mesmos 30 pontos do Vitória de Setúbal, três acima da zona de despromoção, na terça-feira, às 21:30, no Estádio Cidade de Barcelos, em encontro da 32.ª jornada, que terá arbitragem de Jorge Sousa, da associação do Porto.