Portugal
Candidatura de João Benedito explica ausência em debate e critica Varandas
Redação Bancada
2018-08-18 13:15:00
A candidatura da Lista "Raça e Futuro" emitiu um comunicado onde diz que Varandas não teve coragem para recusar o debate

João Benedito não marcou presença no primeiro debate agendado pela CMTV, que estava marcado para esta sexta-feira e que o colocava frente a frente com Frederico Varandas.

A este propósito a candidatura da lista "Raça e Futuro" explicou que João Benedito nunca cionfirmou a presença no debate e acusou aquela estação televisiva de utilização abusiva do nome e teceu críticas a Frederico Varandas. "Ao aceitar sentar-se em frente a uma cadeira vazia, em cumplicidade com a CMTV, sabendo que ia participar em mais uma entrevista, demonstrou de forma clara quais as suas prioridades", pode ler-se.
Eis o teor do comunicado:

"A Candidatura de João Benedito nunca aceitou nenhum debate em nenhum canal, antes de conhecer a proposta de cobertura da campanha da Sporting TV - Após concordar com a agenda proposta pela Sporting TV, que inclui um debate a 7 este domingo dia 19, e um debate João Benedito-Frederico Varandas na segunda-feira 20, informou a CMTV que não participaria neste debate, e cumpriu a sua palavra para com os Sócios que daria a primazia e a prioridade aos debates na Sporting TV. O nome do Candidato João Benedito foi abusivamente utilizado várias vezes na promoção de dois debates onde confirmou atempadamente que não participaria. Lamentamos que o candidato Frederico Varandas tenha contribuído para um triste espectáculo, no local habitual, sem coragem para defender aquilo que é do Sporting Clube de Portugal: os seus canais, o seu negócio, a sua dignidade. Ao aceitar sentar-se em frente a uma cadeira vazia, em cumplicidade com a CMTV, sabendo que ia participar em mais uma entrevista, demonstrou de forma clara quais as suas prioridades. Quem quer que venha a ser o futuro Presidente do Sporting Clube de Portugal não pode ser objeto de manipulação por agências de comunicação ou órgãos de comunicação social."

Sê o primeiro a comentar: