Prolongamento
Benfica quer saber se Rui Pinto foi pago pelo FC Porto para divulgar emails
2019-03-19 12:45:00
Águias querem que informático se justifique na justiça

O departamento jurídico do Benfica pretende que Rui Pinto dê explicações na justiça para saber se o informático foi, ou não, pago pelo FC Porto para aceder a conteúdos privados do clube encarnado, nomeadamente emails que foram divulgados por Francisco J. Marques no 'Porto Canal', ao longo do último ano.

A equipa de advogados do Benfica, composta por Rui Patrício, João Medeiros e Paulo Saragoça da Matta, está a trabalhar para que a justiça possa pedir a presença de Rui Pinto, que deverá ser repatriado em breve, depois de uma decisão da justiça húngara lhe ter negado o pedido para permanecer naquela território.

De acordo com o 'Correio da Manhã', para que tal aconteça, Rui Pinto, que deverá chegar em breve a Portugal, terá de ser libertado do atual mandato de detenção e ser detido para nova investigação. 

Recorde-se que Rui Pinto será extraditado no âmbito de um processo de acesso aos sistemas informáticos do Sporting e do fundo de investimento 'Doyen Sports' e posterior divulgação de documentos confidenciais, como contratos de jogadores do Sporting e do então treinador Jorge Jesus, assim como de contratos celebrados entre a 'Doyen' e vários clubes de futebol.

Rui Pinto terá acedido, em setembro de 2015, ao sistema informático da "Doyen Sports Investements Limited", com sede em Malta, que celebra contratos com clubes de futebol e Sociedades Anónimas Desportivas (SAD).

O 'hacker' é também suspeito de aceder ao email de elementos do conselho de administração e do departamento jurídico do Sporting e, consequentemente, ao sistema informático da SAD verde e branca.

Rui Pinto está indiciado de seis crimes: dois de acesso ilegítimo, dois de violação de segredo, um de ofensa a pessoa coletiva e outro de extorsão na forma tentada.

Sê o primeiro a comentar: