Portugal
"Ao ficarmos no continente não estaríamos em igualdade de circunstâncias"
2020-05-25 17:45:00
José Gomes considera que todos os clubes têm condições para poderem jogar nos seus estádios

O treinador do Marítimo, José Gomes, considera que todos os clubes da I Liga portuguesa de futebol têm condições para poderem jogar nos seus próprios estádios e destacou a importância de o fazer para a equipa madeirense.

“Todos os clubes sem exceção têm condições para realizarem os jogos nos seus estádios. O Marítimo defendeu, e muito bem, esta ideia”, afirmou o técnico, em declarações publicadas no seu sítio oficial.

Além de poder receber Vitória de Setúbal, Gil Vicente, Benfica, Rio Ave e Famalicão no regresso do campeonato, que esteve suspenso, devido à pandemia de covid-19, no Estádio do Marítimo e ambientado ao clima madeirense, José Gomes salientou um aspeto importante que o seu conjunto conseguiu evitar com o cenário de ficar concentrado no continente.

“Existe um dado que, infelizmente, quiseram retirar da equação e que transforma completamente o resultado de toda e qualquer análise. Ficarmos no continente 56 dias seguidos, fechados num hotel e com as famílias na Madeira, não estaríamos em igualdade de circunstâncias com todos os outros [clubes], que continuariam a fazer a sua vida normal, treino, casa, apoio familiar, respeitando e cumprindo com as rotinas de sempre”, referiu.

O Marítimo, 15.º classificado, com 24 pontos, tem o primeiro jogo após a suspensão do campeonato em 04 de junho, dia em que recebe o Vitória de Setúbal, 12.º, com 28, pelas 19:00, no Funchal.

Após a declaração de pandemia, em 11 de março, as competições desportivas de quase todas as modalidades foram disputadas sem público, adiadas – Jogos Olímpicos Tóquio2020, Euro2020 e Copa América -, suspensas, nos casos dos campeonatos nacionais e provas internacionais, ou mesmo canceladas.

Os campeonatos de futebol de França, Bélgica, Escócia e dos Países Baixos foram cancelados, enquanto outros países preparam o regresso à competição, com fortes restrições, como sucede na Inglaterra, Itália, Espanha e Portugal, que tem o reinício da I Liga previsto para 03 de junho.