Portugal
"São assim tão meninos de coro?". FC Porto mostra vídeo do banco do Sporting
Redação
2021-03-03 09:45:00
FC Porto fez contagem do número de vezes que elementos do banco leonino se levantou

A questão do comportamento dos bancos de suplentes e de apoio durante os jogos volta a dar que falar, com o FC Porto a trazer novos dados para a discussão que tem preenchido os corredores do futebol nacional.

Depois de o Sporting, pela voz de Miguel Braga, responsável pela comunicação verde e branca, ter assumido que "há uma mola no banco do FC Porto que os obriga a saltar o triplo", o FC Porto revela imagens do último clássico de uma objetiva que esteve apontada ao banco verde e branco e que mostra o número de vezes que elementos dos bancos leoninos se levantaram.

"Foi criado um enredo, que serviu apenas e só para atingir o FC Porto e atingir as pessoas que aqui trabalham, o treinador, suplentes, quando na verdade o comportamento dos elementos que estavam no banco do Sporting foi igual", referiu Francisco J. Marques, em declarações no Porto Canal.

O diretor de comunicação dos portistas sustentou que "é verdade que nos jogos de futebol as pessoas se levantam, é normal". "Não estou aqui a dizer que se levantaram e portam-se mal. Apenas que se levantaram, tal como as pessoas do FC Porto", clarificou o responsável portista, sublinhando que a comunicação do Sporting entrou na narrativa de um jornalista que disse que contou o número de vezes que ambos os bancos se levantaram, revelando na conferência de Sérgio Conceição, após o clássico de sábado, que o banco do Sporting se levantou "quatro vezes", coisa que o FC Porto desmente com um vídeo, entretanto, publicado.

"Tivemos a comunicação do Sporting a cavalgar nesta onda e a mentir. As imagens estão aqui. Levantaram-se ou não? Portam-se assim tão bem? São assim tão meninos de coro? Levantam-se como os outros. Mais depressa se apanha um mentiroso do que um coxo."

No programa Universo Porto da Bancada, do Porto Canal, Francisco J. Marques criticou ainda a posição assumida pelo jornalista que fez a contagem do número de vezes que ambos os bancos se levantaram.

"A pura verdade é que se levantaram mais de 20 vezes", disse Francisco J. Marques, salientando que no vídeo em questão optaram por nem colocar todas as situações, desvalorizando alguns em que não eram muitos os elementos dos bancos levantados.

"Engraçado que um jornalista contou quatro vezes", comentou Francisco J. Marques, dizendo que o jornalista "fez um trabalho muito mal feito" e velando críticas à posição do Sindicato de Jornalistas que saiu a público, nos últimos dias, para sair em defesa do jornalista, revelando que este foi “insultado e perseguido” no Estádio do Dragão.

De seguida, o FC Porto apresentou imagens das redes sociais do referido jornalista onde este partilhou mensagens de apoio ao Benfica.

"É uma vergonha ter determinadas características e não as conseguir esquecer quando se vem fazer um jogo de futebol. É adepto do Benfica. Tem todo o direito. Agora, se o proclama e publicita nas redes sociais que depois tenha decoro. O Sindicato dos Jornalistas fez um barulho louco com isto", reagiu Francisco J. Marques.