Revista de Imprensa
Alerta surpresa! Manchete sem futebol e Benfica com demasiada bazófia
Mauro
2018-08-27 09:30:00
Hoje, há uma manchete sem bola.

Chegámos ao quiosque, pegámos nos jornais e... iam caindo ao chão. Espanto, estupefação, choque e todos os demais sinónimos de surpresa que arranjar fizeram-nos arregalar os olhos. Senhoras e senhores: hoje, no jornal "A Bola", a manchete não tem futebol. Leu bem. Fernando Pimenta é campeão do Mundo de canoagem, em K1 5000 metros (juntou este título ao de K1 1000) e o diário desportivo fez-lhe justiça, titulando "senhor da água". Mais: no Record, apesar de não ser manchete principal, é a peça de abertura do jornal, com "Pimenta ouro a dobrar". Bravo. Talvez seja bom guardar isto, para mostrar a quem, permanentemente, se revolta por a imprensa só falar de bola.

Ainda assim, claro, fala-se de bola, nesta segunda-feira. O mercado está quase a fechar, mas isto já andava muito calmo há alguns dias. Por isso, vem bomba no Benfica. Ramires vai ser reforço dos encarnados, num negócio que, escreve a imprensa, trará o médio brasileiro por empréstimo de uma temporada, a troco de três milhões de euros. A propósito, já viu as historinhas que contámos deste craque?

Sobre isto, será um pouco de bazófia - traduza-se por "mais olhos do que barriga" - na construção do plantel do Benfica ou há uma saída (Pizzi?) iminente? Não sabemos, mas, com os dados que existem, parece uma contratação excessiva. Até pode faltar mais um médio para um dos vértices ofensivos do triângulo central (e nem isso é certo), mas parece evidente que, com Gabriel - grande craque - em Lisboa, a contratação de Ramires já não seria prioritária. Aliás, até parece ser desajustada. O brasileiro é daqueles que "tem de jogar" e, com Pizzi cativo, Gedson em destaque, Krovinovic a voltar e Zivkovic mais jogador quando joga no centro, parece difícil imaginar Gabriel e Ramires com espaço de qualidade e quantidade, até porque não faz sentido cortar as pernas ao miúdo. Mais: o Benfica pode estar a poucas horas de sair da Champions (está em desvantagem). Mais: em jogos de Liga, um eventual 4x4x2 (com Jonas ou Félix a segundo avançado) tirará espaço a um terceiro médio. Por tudo isto, Gabriel mais Ramires não será mais olhos do que barriga, sobretudo sendo três milhões pelo empréstimo do brasileiro? Talvez. Mas uma coisa é certa: Ramires é Ramires e, caso ainda saia Pizzi, toda esta análise deixa de fazer sentido. 

Mas vamos à bola. Por cá, descobrimos que Rui Vitória é, em clássicos, o pior treinador da história do Benfica. Aproveite ainda para conhecer Davidson, jogador que gelou o Dragão e para ler a opinião de Pippo Russo sobre o mercado.

Mas há mais. No Bancada, já sabe, tem crónicas de todos os jogos da Liga Portuguesa. Em Santa Maria da Feira, vimos uma autêntica batalha, com "porrada com fartura", que merecia bolinha vermelha no canto do ecrã. Já em Tondela houve um jogo dividido entre os beirões e o Rio Ave, enquanto o Sérgio Cavaleiro esteve de olho em Setúbal e viu um Camacho que, assim, incomoda muita gente. Dia preenchido para o nosso amigo Sérgio que, depois, foi ver um SC Braga que tem paciência para dar e vender.

Por cá, há ainda um reforço a chegar ao Dragão. É Zakarya e vem do Restelo. E, segundo a manchete do jornal "O Jogo", será um FC Porto com reforços a triplicar, com os regressos de Danillo e Mbemba. Houve ainda debate entre Ricciardi e Varandas, candidatos à presidência do Sporting. Dizer debate é um eufemismo, dado que pareceu mais uma guerra. Quente. Muito quente. 

Dê também um olhinho na Segunda Liga e, sobretudo, nos resultados do Campeonato de Portugal. Saiu-se bem, a equipa da sua terra?

Lá fora, há Lopetegui a arder, com as declarações polémicas de Marcelo, depois da vitória do Real Madrid, na Liga Espanhola, frente ao Girona. Confira ainda o que se passou em Itália, em França e em Inglaterra. Especial atenção para a Alemanha, porque Witsel voltou a marcar pelo Dortmund.

A terminar, umas notas soltas. Veja a lista de onze benfiquistas que se estrearam em dérbis com golos, a explicação da FPF para a falha do VAR, o problema para Marco Silva com um crânio fraturado e o continuar do mau início de Sá Pinto na Polónia.