Prolongamento
"Uma ordem do chefe e o sentido de voto muda na questão dos títulos"
2022-06-28 14:50:00
"Vamos perceber se Fernando Gomes não interfere, se interfere a favor ou contra o nosso Sporting", diz ex-dirigente

A questão da categorização dos títulos relacionados com o Campeonado de Portugal vai a votos na próxima Assembleia Geral da Federação Portuguesa de Futebol e Bruno Mascarenhas, antigo dirigente do Sporting e um dos diretores que, em tempos, esteve na base deste processo que os leões decidiram levar em curso, diz que aguarda com expectativa para perceber o posicionamento do presidente da Federação Portuguesa de Futebol em toda esta situação que começou a ser debatida no tempo de Bruno de Carvalho mas vai a votos agora que Frederico Varandas preside aos destinos do Sporting.

"Com exceção de um ou outro delegado menos esclarecido que ainda por lá anda, a esmagadora maioria deles é neutra. Sei-o porque conheço pessoalmente bastantes e que terão simpatia pela coerente, justa e competente argumentação do Sporting", salienta Bruno Mascarenhas, esperando para ver o que irá resultar da votação.

Em todas as possibilidades adiantadas por Bruno Mascarenhas, "o presidente da Federação Portuguesa de Futebol tem responsabilidades". E concretiza a sua ideia a este respeito.

Na primeira possibilidade, Bruno Mascarenhas fala na situação em que Fernando Gomes não interfere junto dos delegados. Nesse cenário, adianta o antigo dirigente do Sporting, o clube de Alvalade "vê a sua pretensão ir avante".

De resto, Bruno Mascarenhas diz que acredita que os representantes da Federação Portuguesa de Futebol "querem a paz e não pretendem ficar com problemas de consciência."

Mas existem duas outras possibilidades em cima da mesa de votação, segundo avança o antigo membro da direção do Sporting.  Uma delas é Fernando Gomes interferir "a favor" do Sporting.

"A votação está ganha. Com a sua enorme influência e depois de todos estes anos de convivência, a posição e a vontade do líder federativo é respeitada e os delegados acompanham-no", sustenta Bruno Mascarenhas, em artigo de opinião no portal Leonino.

Porém, o antigo dirigente do Sporting teme que Fernando Gomes possa ter uma interferência "contra" o objetivo do clube verde e branco.

"A votação está perdida" nesse caso, teme o antigo dirigente dos leões Bruno Mascarenhas, realçando que "uma ordem do chefe e o sentido de voto muda."

Bruno Mascarenhas diz que a votação irá ser o teste do algodão para perceber o que fez ou não o presidente da Federação Portuguesa de Futebol durante o processo.

"Se Fernando Gomes não interferiu, se interferiu pela pretensão do Sporting ou contra o nosso clube. Nos dois primeiros casos, a vitória será clara", sustenta Fernando Gomes.

Ao presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Bruno Mascarenhas deixa ainda um aviso, caso a votação rejeite o objetivo do Sporting.

"Fernando Gomes terá muito para explicar aos sócios do Sporting, do FC Porto, do Belenenses, do Olhanense, do Marítimo e àqueles que ainda se lembram do extinto Carcavelinhos."