Prolongamento
"Sporting começa a ter as costas largas para tudo. Os outros são santinhos"
2022-06-13 10:45:00
"Como se estas situações só acontecessem numa parte, sem outras partes envolvidas", acrescentou ex-dirigente leonino

O desporto português volta a ficar ensombrado com desacatos, desta feita no pavilhão João Rocha, em Alvalade, na sequência do embate entre leões e águias de hóquei em patins, que o Benfica venceu, carimbando assim a sua passagem para a final do playoff da modalidade, onde irá medir forças contra o FC Porto.

Porém, perante os ânimos exaltados entre adeptos no reduto verde e branco, a polícia viu-se obrigada a carregar sobre adeptos e claque do Sporting, vivendo-se momentos de tensão na casa do clube de Alvalade. Além disso, um dirigente da direção de Frederico Varandas acabou na mira da polícia. Segundo o jornal Record, Miguel Afonso, vogal da direção do Sporting, chegou a ser identificado pelas autoridades na sequência dos problemas que se viveram no pavilhão João Rocha, em Lisboa.

Sobre o clima de tensão que se tem vindo a instalar no desporto nacional, em várias modalidades, o antigo diretor geral do Sporting, Octávio Machado, diz que é preciso travar a escalada da tensão mas, ao mesmo tempo, sai em defesa do clube de Alvalade.

Para Octávio Machado, que além de dirigente também foi treinador de futebol do clube verde e branco, "o Sporting começa a ter as costas largas para tudo" neste tipo de situações.

"Como se estas situações só acontecessem numa parte, sem outras partes envolvidas", acrescentou Octávio Machado, que falava em declarações no canal de televisão CMTV.

O antigo dirigente do Sporting reagiu com alguma ironia também à mistura. "Nas outras partes são todos uns santinhos e o Sporting é que é culpado de tudo. Culpado de tudo sozinho", salientou Octávio Machado.

Por outro lado, o antigo dirigente dos leões apelou às autoridades competentes que se esforcem para tentar apaziguar o clima que se vive no desporto nacional.

Octávio Machado aconselha a que se procure instalar um ambiente mais tranquilo em estádios e pavilhões a bem do desporto português.

Nos últimos tempos vários têm sido os casos de tensão e desacatos no desporto nacional, alguns deles com altas figuras do desporto como foi o caso, em fevereiro, no Estádio do Dragão, em que o presidente do Sporting se queixou de ter sido ameaçado por altas figuras do FC Porto, num caso que está a ser investigado pelas autoridades.

Essa situação aconteceu depois de um clássico muito tenso que terminou com empurrões e muita tensão entre elementos do Sporting e do FC Porto no relvado do Estádio do FC Porto.