Prolongamento
“SIC acaba com programas, mas mantém Rui Santos a destilar ódio ao FC Porto”
2020-08-14 16:15:00
Francisco J. Marques ataca comentador desportivo e acusa SIC de “pluralismo”

Em longa publicação no Twitter, o diretor de comunicação do FC Porto, Francisco J. Marques lança um duro ataque a Rui Santos, jornalista da SIC, que concedeu uma entrevista ao jornal i.

Acusando-o de “destilar ódio ao FC Porto, ao presidente e a mim mesmo” ao longo de oito páginas, o dirigente portista lamenta uma declaração proferida por Rui Santos, referindo que a mesma é elucidativa “das intenções do senhor”.

“Diz que há 'uma diferença muito pequena' entre o melhor presidente da história do futebol mundial e alguém que tem como principal feito no currículo o roubo de um camião”, escreveu Francisco J. Marques.

Indicando que mantém relações “normais e distantes” com outros jornalistas, o responsável pela comunicação portista revela que tudo mudou quando Rui Santos, no ano passado, “decidiu inventar” notícias sobre uma eventual má relação entre Francisco J. Marques e Sérgio Conceição.

Como tal, acusa a SIC de pluralismo e de manter Rui Santos a “destilar ódio ao FC Porto”, mesmo após ter confirmado o fim de programas de comentadores afetos a clubes.

“É este o pluralismo da SIC. Acaba com os programas de adeptos, o que é legítimo, mas mantém este senhor a destilar ódio em relação ao FC Porto”, salientou.

Ao mesmo tempo, Francisco J. Marques acusa-o de “nunca apresentar fontes” e lamenta que o comentador continue a ter tempo de antena naquela estação televisiva.

Por fim, o dirigente aponta que, para felicidade do FC Porto, as previsões do comentador têm saído sempre ao lado.

“Felizmente para o FC Porto e infelizmente para ele, os xeque-mates que vai anunciando também não passam de grandes mentiras. Que assim seja”, concluiu.