Prolongamento
"Sentimos a dor das muitas pessoas que têm sido afetadas no Vale do Sousa"
2020-10-29 14:30:00
Pepa em conferência de antevisão ao jogo com o FC Porto

O treinador do Paços de Ferreira, Pepa, reconheceu hoje ter sido "muito difícil" ter ficado afastado da equipa durante duas semanas devido à infeção pelo novo coronavírus, dizendo ser necessário "coragem" para ultrapassar a pandemia.

De regresso ao convívio da equipa, após recuperar da infeção pelo novo coronavírus, que provoca a covid-19, Pepa elogiou o grupo, restantes colegas da equipa técnica e jogadores, sem esconder que o afastamento forçado foi "muito difícil".

“Muita saudade, custou muito estar de fora, porque gosto muito do que faço, mas é o que é. Sinal de confiança no grupo de trabalho e equipa técnica fantástica, os jogadores foram inexcedíveis no trabalho e profissionalismo, mostraram uma alma tremenda, como se impunha, e fiquei satisfeito", disse Pepa, em conferência de antevisão ao jogo com o FC Porto, da sexta jornada da I Liga.

O técnico admitiu que os casos de pandemia no concelho e na região do Vale do Sousa, dos mais elevados no país, "não afetaram o trabalho e a logística" da equipa, mas acabaram por “mexer”.

"Isto mexe sempre. Esta zona do Vale do Sousa tem sido muito afetada, há menos gente na rua, e sentimos a dor das muitas pessoas que têm sido afetadas", sublinhou.

Pepa pediu também coragem para os tempos difíceis que se avizinham, mantendo fé num final feliz: "Vamos passar um inverno duro, é preciso dizer, mas temos de ser corajosos, responsáveis e pensar que, juntos, vamos ultrapassar isto", concluiu.