Prolongamento
"Se não fosse presidente do Benfica, Vieira não gozava deste estatuto jurídico"
2021-05-28 10:20:00
"Futebol português só tinha a ganhar se o Conceição fosse para o estrangeiro"

As "tapalhadas e negociatas" de Luís Filipe Vieira enquanto empresário "envergonham benfiquistas", disse Noronha Lopes, acrescentando ter a crença de que se provou na comissão de inquérito "que Vieira precisa do Benfica e não é o Benfica que precisa de Vieira". Carlos Barbosa da Cruz, ex-dirigente do Sporting e advogado de profissão, alinha pela mesma lógica e diz que o atual presidente do Benfica goza de um "estatuto jurídico" que não teria eventualmente se não fosse o líder do emblema encarnado.

"Luís Filipe Vieira precisa muito mais do Benfica que o Benfica precisa de Luís Filipe Vieira. Mas muito mais. Se Luís Filipe Vieira não fosse presidente do Benfica não estava com o estatuto jurídico que goza hoje. E por aqui me fico", comentou Carlos Barbosa da Cruz, aludindo ao comportamento de Luís Filipe Vieira na Comissão Eventual de Inquérito Parlamentar às perdas registadas pelo Novo Banco e imputadas ao Fundo de Resolução, no Parlamento.

Além disso, para Carlos Barbosa da Cruz, Luís Filipe Vieira está a braços com mais um problema, este no Benfica, em relação à continuidade de Jorge Jesus, que falhou todos os objetivos da época encarnada.

"Jesus foi uma bandeira eleitoral de Vieira. Foi buscá-lo e anunciou com pompa e circunstância", lembra Barbosa da Cruz, realçando que uma saída de Jesus poderá ter impacto na posição de Vieira. E sobre isso, o ex-dirigente leonino fez alusão à assembleia geral que um grupo de associados quer agendar para debater outros temas mas que Barbosa da Cruz acredita que acabará por resvalar para o tema Jesus.

"Vai ter muita importância a assembleia geral do Benfica. Se essa assembleia for quente, e com ambiente contra Jesus, arrisco-me a dizer com muita probabilidade o Jorge Jesus irá mudar de ares. Portanto, a profissão de fé que o Luís Filipe Vieira fez, à saída do rei dos leitões, sobre Jesus valerá tanto como as profissões de fé que fez com Rui Vitória e Bruno Lage", indicou.

Para Carlos Barboda da Cruz, "o problema está do lado do Benfica". Caberá pois ao clube da Luz explicar aos seus sócios e adeptos a posição da SAD. "Saber se pretende ficar com Jorge Jesus e se Jorge Jesus lhe oferece garantias para dar a volta por cima. Essa é que é a grande dúvida".

Em declarações na CMTV, Carlos Barbosa da Cruz falou também de indefinição no comando técnico do FC Porto, onde Sérgio Conceição está em final de contrato.

"O futebol português só tinha a ganhar se o Sérgio Conceição fosse treinar para o estrangeiro. Respirava-se melhor, ambiente ficava mais desanuviado. Sérgio Conceição marcou presença em todas as confusões e caldinhos durante toda a época, envolveu-se em zaragatas."

O sportinguista sustentou que preferia ver Sérgio Conceição num outro campeonato "a bem da elevação". "Já disse aqui e mantenho que o Sérgio Conceição tem tanto de bom treinador como de mau desportista. Portanto, a bem do futebol português e da elevação que o Sérgio Conceição poderia ir treinar para o estrangeiro e desejo-lhe sucesso".

Em relação ao arrastar do processo de renovação ou saída, Barbosa da Cruz diz que "este compasso de espera pode querer dizer que o Sérgio Conceição só ficará no FC Porto se não tiver alternativas."