Prolongamento
"SC Braga deve estar à espera de cinco clubes a oferecer 25 milhões pelo Horta"
2022-06-02 09:40:00
"O Benfica quer pagar pouco. Qual é o problema?", questiona ex-capitão encarnado

O SC Braga não gostou da proposta apresentada pelo Benfica para adquirir o passe de Ricardo Horta e o presidente do clube minhoto, António Savador, já depois do presidente da Assembleia Geral da SAD, veio a público lamentar que, alegadamente, o clube da Luz tenha envolvido o Málaga no negócio, uma vez que o emblema espanhol ainda terá direito a uma percentagem do passe do internacional português.

"Há aqui um equívoco que tem de ficar bem claro, a única entidade que decide sobre os seus ativos é o SC Braga e o SC Braga já disse e repete que não está interessado em negociar o Ricardo Horta", garantiu António Salvador, dizendo que "está errado e é preocupante um clube desta grandeza entre por caminhos menos claros que poderão não ser os corretos".

À SIC Notícias, António Salvador negou ainda que seja o Málaga a determinar os contornos de um eventual negócio que leve à saída de Ricardo Horta da 'pedreira'. Mas o emblema espanhol alega ter 67 por cento do passe de Ricardo Horta sendo que, em caso de uma recusa dos minhotos em transferir o jogador, o Málaga pretenderá uma recompensa financeira.

Sobre este tema e em defesa do Benfica, Diamantino Miranda, antigo capitão das águias, diz que é preciso falar as coisas com clareza e perceber se o Benfica está, ou não, a cometer algum tipo de ilegalidade em querer pagar pouco pelo jogador.

O ex-atleta encarnado diz que não vê que a administração benfiquista esteja a cometer uma ilegalidade em querer pagar pouco. "Tudo que seja feito legalmente não tem discussão. O problema é quando se fala nas coisas e pode-se deixar no ar que é alguma coisa ilegal. Não é".

Diamantino Miranda disse ainda que "o Benfica quer pagar pouco" e por aí não vê problema algum. "E se quer pagar pouco e se tem alguém que possa interferir no negócio pagando pouco não tem mal nenhum. Qual é o problema? Não vejo aqui problema absolutamente nenhum", insistiu Diamantino Miranda, na CMTV.

Por outro lado, o antigo capitão encarnado referiu ainda que com ou sem Ricardo Horta o Benfica irá continuar a sua vida. "Nestas coisas temos que ser muito pragmáticos. O Benfica não deixa de existir, se o [Ricardo] Horta não vier para o Benfica. O Benfica continuará a existir."

Ainda assim, para Braga segue uma consideração em relação às pretensões que António Salvador possa ter, na ótica de Diamantino Miranda.

"O SC Braga ao estar a tomar esta posição, e em relação ao que acha que o jogador vale, deve estar à espera de aparecerem três, quatro ou cinco clubes a oferecerem 25 milhões ou 20 milhões pelo [Ricardo] Horta, julgo eu, ou então não está mesmo interessado em vender o jogador", referiu Diamantino Miranda.

O treinador de futebol sublinhou ainda que acredita que qualquer jogador deseja jogar na Luz. "Excluíndo os jogadores de Sporting e FC Porto, eu tenho quase a certeza absoluta que se perguntarem a qualquer jogador dos outros clubes todos em Portugal que se aparecer o Benfica, se os jogadores não ficam 'em pulgas' e se calhar até pressionam o clube a facilitar".

Em relação à ligação afetiva de Ricardo Horta ao Benfica, Diamantino Miranda diz que isso ajuda mas o mais importante é o profissionalismo.

"O benfiquismo não tem nada que ver para a parte profissional. Mas se for, ajuda. Uma coisa é ser bom e ter paixão, outra coisa é só jogar por ser profissional e fazer a sua parte e já é bom", salientou.

Diamantino Miranda disse ainda que a palavra do jogador será determinante. "O jogador é aquele que mais interessa e é aquele que pode resolver os problemas muitas vezes quando eles parecem que não vão ser resolvidos", salientou, acrescentando: "Acho que o jogador tem sempre a última palavra".