Prolongamento
Rui Pinto aponta "ascensão e queda do advogado de Mendes, Ronaldo e Mourinho"
Redação
2021-03-03 18:45:00
Carlos Osório de Castro implicado por jornal espanhol em alegado esquema de fraude fiscal

O criador da plataforma Football Leaks, Rui Pinto, voltou a apontar a mira a negócios que gravitam em torno do futebol, envolvendo figuras de renome mundial como Cristiano Ronaldo, José Mourinho e Jorge Mendes.

Em causa está um alegado esquema de fraude fiscal, que terá lesado o fisco espanhol, montado por Carlos Osório de Castro, o advogado do futebolista, do treinador e do agente.

Esse suposto esquema foi hoje divulgado pelo jornal espanhol infoLibre, com base em documentos fornecidos pelo Football Leaks ao jornal alemão Der Spiegel, que os compartilhou com a rede europeia de jornalismo de investigação European Investigative Collaborations.

“A ascensão e queda de Carlos Osório de Castro, advogado de Jorge Mendes, Cristiano Ronaldo e José Mourinho”, apontou Rui Pinto, ao divulgar, nas redes sociais, o artigo do infoLibre.

Nesse artigo, o jornal espanhol salienta que várias figuras do futebol “condenadas por defraudar o Tesouro espanhol”, como “Ronaldo, Mourinho, Falcao e Di María”, tinham como representante legal “o superadvogado português”, Carlos Osório de Castro.

Os documentos revelados pelo Football Leaks “mostram o papel” desempenhado pelo advogado “na estrutura fiscal opaca das estrelas” do futebol, bem como “a queda em desgraça” de Carlos Osório de Castro “assim que os tribunais desmontaram” essa estrutura.

O infoLibre destaca ainda que os dirigentes do Real Madrid, “quando o Football Leaks revelou a engenharia tributária” de Cristiano Ronaldo, responsabilizaram o advogado “pela situação com o Tesouro”, acrescentando que Carlos Osório de Castro “se sentiu desprezado pelo próprio jogador”, ao ponto de escrever um comunicado “para se desculpar” e “defender o seu prestígio” enquanto jurista.

O infoLibre tem vindo a publicar, nos últimos dias, vários artigos que resultam de informações avançadas pelo Football Leaks, incidindo sobre alegados esquemas de fraude fiscal envolvendo o Real Madrid, clube por onde passaram o avançado Cristiano Ronaldo e o treinador José Mourinho, ambos representados por Jorge Mendes: à data, os três tinham como advogado Carlos Osório de Castro.

Ao divulgar que “José Mourinho, Gareth Bale, James Rodriguez, entre outros, pediram favores ao Real Madrid para burlar a Autoridade Tributária espanhola”, o infoLibre realçou que o clube “negou-se a colaborar” com esse alegado esquema de fraude fiscal.