Prolongamento
"Rui Costa ganhou à albanesa. Valha-me Santo Eusébio, não há quem cale o Jesus?"
2021-10-14 11:45:00
Ex-dirigente do Sporting analisa realidade diretiva de Benfica e Sporting e finanças do FC Porto

Palestrante numa conferência sobre "A gestão humanizada do futebol", que decorreu no Estádio da Luz, Jorge Jesus acabou por comentar a eleição de Rui Costa como novo presidente do Benfica. O treinador destacou o facto de o 'maestro' ter conhecimentos ao mais alto nível no futebol dado o seu currículo entre a elite do futebol mundial. "Felizmente, temos um presidente que já foi jogador, este é o caminho", disse Jorge Jesus, em palavras que têm dado que falar.

Do lado rival da Segunda Circular, em Alvalade, há quem entenda que Rui Costa teve a "bênção" dada por parte de Jorge Jesus para realizar o seu trabalho mas, em tom irónico, lá se vão deixando reparos às comunicações feitas pelo treinador da equipa principal encarnada. Henrique Monteiro, que fez parte dos órgãos sociais do Sporting durante a Comissão de Gestão, no pós-Bruno de Carvalho, questiona se ninguém consegue 'travar' Jesus. 

"Rui Costa ganhou as eleições no Benfica à albanesa (84 por cento). Não quero dizer que tenha havido chapelada, mas apenas que a sua responsabilidade é imensa, e que o Benfica não tem muito mais soluções. Felizmente (alerta de ironia) Jesus deu-lhe a bênção, ao dizer que já era tempo de ter um antigo jogador a mandar nele. Valha-me Santo Eusébio, não há quem cale o mister Jorge Jesus?", interroga o ex-dirigente verde e branco.

Em artigo de opinião que assina no jornal A Bola, Henrique Monteiro fala também sobre as finanças e a economia do FC Porto, uma vez que foram dados a conhecer os números financeiros portistas nesta semana.

"À rica. O FC Porto conseguiu este ano lucros que constituíram recorde na sua história. Aplaudo e congratulo-me. Fica provado que para a equipa da capital do Norte é mais proveitoso não ganhar o campeonato e ficar atrás do Sporting".

Também a realidade verde e branca merece um comentário por parte deste seu ex-dirigente, que vê gente "à espreita" em Alvalade, quando se aproxima o tempo de eleições, que se devem realizar entre os próximos meses de marçou e abril.

"O Sporting já tem candidatos presidenciais para disputar o lugar a Frederico Varandas. Os nomes de Nuno Sousa, Miguel Albuquerque e Ricardo Silva Oliveira já saltaram. Isto significa que se precipitaram: Varandas, com mais mérito que demérito, tem neste momento todas as condições para ser reeleito, caso queira."

Henrique Monteiro lembra que as eleições se deverão realizar entre março e abril do ano que vem e, a seu ver, "ainda estão longe. Porém, até que estas cheguem, espera que as coisas se alterem no que toca ao método eleitoral.

"Até lá espero que mudem o sistema de eleição para duas voltas. Ao menos essa alteração simples nos estatutos faz sentido (embora Varandas tenha condições de ganhar por maioria absoluta)."