Prolongamento
"Rúben Amorim é o príncipe perfeito do Sporting"
2022-01-05 12:05:00
"Sem ele, Varandas não estaria com o à vontade que certamente sente nestas eleições", diz ex-dirigente

Não é que o futebol seja uma dinastia mas também tem reis e príncipes, rainhas e princesas, que pela sua obra e arte conseguem chegar a tal patamar de admiração entre os adeptos. Quando a bola entra na baliza e as vitórias se sucedem, a vida de um presidente, treinador e dos jogadores corre 'às mil maravilhas'. É assim que tem sido no Sporting sobretudo com Rúben Amorim, um treinador incontestado e incontestável até agora, com os resultados a serem um garante de 'longa vida' na cabeça e no coração dos adeptos, de acordo com aquilo que sentem por estes dias.

Muitas figuras ligadas ao Sporting já têm admitido que Rúben Amorim deveria ficar muitos anos no Sporting, mesmo quando se sabe que a velha máxima popular do 'não há bem que sempre dure, nem mal que nunca se acabe' possa aparecer no horizonte leonino. E, de resto, Rúben Amorim tem mostrado estar ciente de que este estado de graça existe porque a equipa vai ganhando. Quando e se isso deixar de acontecer, o treinador já reconheceu que as coisas podem mudar.

Henrique Monteiro, antigo dirigente dos leões, sublinha, em artigo de opinião que assina no jornal A Bola, que vê Rúben Amorim como uma espécie de "príncipe perfeito do Sporting". 

"A única questão que deixei já colocada é se 2021 foi o ano de Amorim, ou se, muito mais do que isso, foi o início de uma Era no Sporting, onde ele nos dará uma época de ouro".

O antigo dirigente do emblema verde e branco considera que o tempo lhe mostrará se o Sporting entrou numa nova era de conquistas ou se o ano de 2021 foi uma exceção em relação às últimas décadas.

"Não um campeonato e umas vitórias em taças, além de brilharetes isolados (na verdade já vai no segundo ano, este até estatisticamente, e para já, melhor do que o primeiro), mas uma época em que seja o Sporting a voltar aos tempos tão longínquos em que dominava o futebol", vaticina Henrique Monteiro, que vê em Rúben Amorim uma espécie de 'seguro de vida' de Frederico Varandas no cargo de presidente.

"Sem ele, sem esta capacidade, Varandas não estaria com o à vontade que certamente sente nestas eleições de 5 de março", analisa Henrique Monteiro, esperando que esta "era" possa continuar no emblema de Alvalade.

"Essa era, não deixando de ser de Varandas e do Conselho Diretivo é, sobretudo a era de Amorim, o príncipe perfeito do Sporting", salientou Henrique Monteiro, agradado com o momento que a equipa de futebol principal e o clube ao nível das modalidades atravessam.

No ano de 2021, o Sporting foi campeão nacional de futebol, venceu a Taça de Portugal e a Supertaça Cândido de Oliveira, além de ter ultrapassado a fase de grupos da Liga dos Campeões. Aos sucessos no futebol juntam-se sucessos europeus a nível das modalidades como futsal e hóquei em patins.