Prolongamento
"Referência a Portugal no nome do Sporting sempre causou confusão aos rivais"
2022-06-14 12:55:00
"Temos pena: é a nossa vocação", salienta antigo dirigente do clube de Alvalade

O antigo presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sporting Dias Ferreira considera que o ex-presidente do Benfica Luís Filipe Vieira tem vindo a estar "desorientado" e nota que essa situação passou a ter lugar desde que "altas esferas" deixaram de "frequentar a tribuna presidencial" do Estádio da Luz para assistirem a jogos do clube encarnado.

"[Luís Filipe] Vieira, a meu ver, ficou desorientado a partir do momento em que altas esferas deixaram de frequentar a tribuna presidencial sendo substituídos por quem serviu o Benfica e que por vezes é esquecido pela arrogância do poder", referiu o antigo dirigente do Sporting.

A este respeito, Dias Ferreira faz notar que estas "altas esferas", que não menciona, tinham acesso à tribuna do Estádio da Luz e isso não ocorria "por acaso".

"Eles não eram convidados por acaso, e também não é por acaso que essas pessoas desaparecem quando o anfitrião tem problemas com os políticos e com a justiça. As comissões de honra têm, como as moedas, duas faces", lembra o advogado e antigo presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sporting.

Em declarações ao jornal A Bola, Dias Ferreira faz saber também que - e levando em conta a intervenção de Luís Filipe Vieira, que disse que não via Pinto da Costa como inimigo, apesar de ao longo dos anos ter cortado relações a nível público com o líder do FC Porto - os rivais têm vindo a tentar controlar o "poder no sistema".

"Há cerca de duas décadas que os rivais do Sporting dividem entre si o poder no sistema, com o fito de tornarem real o sonho deles de serem os representantes de Portugal nessa Europa dos clubes ricos, dentro da teoria de que o país não comporta mais de dois grandes clubes: um na capital e outro no Porto", salienta Dias Ferreira.

Por outro lado, o antigo presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sporting, antigo diretor e ex-candidato à presidência leonina realça ainda que existe algo no Sporting que faz "confusão" aos rivais do clube de Alvalade.

"A referência a Portugal, no nome do Sporting, sempre lhes causou alguma confusão. Temos pena: é a nossa vocação", salientou Dias Ferreira.

De resto, ao longo dos anos, o emblema de Alvalade tem vindo a destacar a importância que sente e que acaba por atribuir ao facto de o clube ter Portugal no nome oficial do emblema verde e branco, agora liderado por Frederico Varandas.