Prolongamento
“Que comovente. Afinal o Vieira é vítima. Verti uma lágrima...”
2020-08-29 15:40:00
Francisco J. Marques reage com ironia à reportagem do jornal Sol

O jornal Sol publica neste sábado uma reportagem, onde coloca Luís Filipe Vieira como alvo fácil da justiça, que se manifesta incapaz de resolver com celeridade processos como a Operação Marquês e o caso-BES.

Já passaram cerca de seis anos desde que José Sócrates foi detido, quando regressava de Paris, e desde que o caso-BES teve origem. E aqui entra Luís Filipe Vieira.

Fonte do Ministério Público considera, em declarações ao jornal Sol, que Vieira é “um biombo” da justiça que se manifesta incapaz de resolver processos mediáticos.

No meio de uma “teia de interesses”, “há quem considere necessário” descobrir uma forma de “tapar” os casos mais mediáticos com outro caso igualmente mediático.

“Vejo muito alarido e muita vontade de o trazer à praça mediática”, refere a mesma fonte, considerando o presidente do Benfica “um bom alvo” e mais fácil de atingir.

“Do que vi nos vários processos que foram públicos não há proporcionalidade entre os factos apurados e a acusação produzida, mas os dramas do futebol, o Benfica, as eleições em outubro, são bons para dar ao povo o circo que os vai distrair de outros processos”, aponta o magistrado ao Sol.

Francisco J. Marques, diretor de Comunicação do FC Porto, reagiu a esta reportagem.

“Que comovente. Afinal o Luís Filipe Vieira é vítima. Verti uma lágrima...”, ironizou.

Aquele responsável considerou que “está lançada a nova teoria para tentar salvar” Luís Filipe Vieira, “com a colaboração de jornaleiros de vão de escada, num texto cheio de citações inventadas”.

“Nem uma fonte identificada. Nem uma. Mais vale beber 27 minis”, acusou Francisco J. Marques.

Luís Filipe Vieira, recorde-se, enfrenta diversos processos judiciais e tem estado sob os holofotes da justiça, em casos como os vouchers, os emails divulgados, ou a Operação Lex.