Prolongamento
"O Domingos Soares de Oliveira é uma espécie de Eusébio da gestão"
2022-01-10 11:10:00
"Dou o benefício da dúvida [a Luís Filipe Vieira] e só quero justiça", defende o ex-vice-presidente Capristano

Os negócios e a gestão de Luís Filipe Vieira no Benfica têm sido investigados pelas autoridades no âmbito do chamado processo Cartão Vermelho e há várias figuras do sistema financeiro e económico encarnado que têm visto o seu nome ser questionado. Domingos Soares de Oliveira é o CEO da SAD encarnada, a grande figura do clube da Luz no que toca a números e à gestão, e o seu nome não passa ao lado de todas as polémicas que têm sido divulgadas nos últimos tempos relativamente aos negócios do ex-presidente.

Recentemente, na sequência de escutas feitas a Luís Filipe Vieira, o nome de Domingos Soares de Oliveira foi ventilado por causa de alegados pagamentos feitos pela SAD benfiquista ao seu CEO em aspetos mais pessoais, como o alegado pagamento por parte do Benfica do colégio e da ama do filho de Domingos Soares de Oliveira, segundo avançou o Correio da Manhã.

José Manuel Capristano, antigo vice-presidente do Benfica, prefere deixar a Justiça fazer o seu trabalho e não quer apontar o dedo a quem quer que seja nesta fase, preferindo esperar para ver. E depois tomar uma consideração final.

Nesse sentido, o antigo vice-presidente do Benfica admite que, nesta altura, olha para Domingos Soares de Oliveira com confiança pelo trabalho que este vem desenvolvendo na SAD encarnada. E não tem dúvidas em associar as capacidades de Domingos Soares de Oliveira na área da gestão do Benfica a uma lenda do futebol português e aquilo que fazia dentro dos relvados.

"Domingos Soares de Oliveira é uma espécie de Eusébio da gestão, um perito que já demonstrou muito valor e competências", apontou José Manuel Capristano, referindo não ser juiz para culpar ninguém, nomeadamente o antigo presidente Luís Filipe Vieira.

Por outro lado, o antigo dirigente precisou também que, até prova em contrário, confia no que foi o legado de Luís Filipe Vieira durante os quase 20 anos que liderou o Benfica.

"Não posso condenar ninguém que ainda não foi condenado e que é apenas arguido. Sempre defendi Luís Filipe Vieira pela obra que fez e pelo profissionalismo que introduziu no clube", comentou.

Em declarações no jornal O Jogo, José Manuel Capristano referiu ainda que, até que haja um julgamento com uma condenação, dará "o benefício da dúvida". "Só quero justiça. Se se confirmar que meteu ao bolso um euro, então sim o Benfica tem de intervir de todas as formas que puder", indicou, ainda assim.

Apesar de ter sido durante vários anos o 'braço direito' de Luís Filipe Vieira para a área financeira e económica, Domingos Soares de Oliveira mereceu a confiança de Rui Costa para se manter em funções na Luz.