Prolongamento
"Nisto o FC Porto também tem telhados de vidro", avisa Sousa Tavares
2020-09-15 11:40:00
Conhecido adepto portista diz que Pinto da Costa tinha de "abonar" posição de António Costa

Miguel Sousa Tavares, comentador da TVI e conhecido adepto do FC Porto, não percebe como é que António Costa acabou por se meter "até ao pescoço" na "armadilha" de apoiar Luís Filipe Vieira. Porém, Sousa Tavares aproveita para destacar que o FC Porto não pode, neste caso, usar isto como argumento contra o rival.

"Nisto o FC Porto também tem telhados de vidro. O presidente da Câmara do Porto e de Vila Nova de Gaia fazem parte dos órgãos do clube", recordou Sousa Tavares, em declarações na TVI.

O comentador lembra que a posição assumida quer por Rui Moreira quer por Eduardo Vítor Rodrigues, presidentes das autarquias de Porto e Vila Nova de Gaia, respetivamente, também não colhe a sua concordância.

"Embora não sendo primeiros-ministros, são presidentes de câmaras. Eu também acho que Fernando Medina também não deveria ter dado o seu apoio a Vieira", realça Miguel Sousa Tavares, insistindo que não gostou de ver figuras do poder autárquico nortenho a fazer parte das listas ao FC Porto, no recente ato eleitoral vencido por Pinto da Costa.

"Acho que os presidentes das câmaras de Porto e Gaia não se deviam ter metido naquilo, até porque o FC Porto tem um estádio na cidade do Porto e um centro de estágios em Gaia".

Ainda assim, Sousa Tavares considera que António Costa tem outra posição e exposição mediática que Rui Moreira e Eduardo Vítor Rodrigues não têm.

"Agora a posição de um primeiro-ministro é mais insustentável que um presidente de câmara", defende, não antevendo como é que a questão Costa-Vieira irá terminar.

"Não sei como vai acabar porque ainda estou para ver como é que começou este caso".

Na TVI, Sousa Tavares mostrou-se ainda surpreendido com esta posição assumida por António Costa e recorda que o atual líder do governo já tinha mostrado o seu apoio político a Marcelo Rebelo de Sousa anteriormente, quando o atual Presidente da República ainda não confirmou se se vai recandidatar ou não a Belém.

"É incompreensível como é que um homem que tem dado provas de sagacidade política como António Costa se enfia voluntariamente até ao pescoço numa armadilha que ninguém lhe estendeu e foi ele que a procurou".

No caso do apoio dado ao atual presidente do Benfica, Sousa Tavares entende que Costa aparece na Comissão de Honra não por ser sócio mas por ser chefe do governo.

"O Vieira convidou-o por ser primeiro-ministro e não por ser o sócio do Benfica", afirma Sousa Tavares.

O comentador da TVI não percebe ainda como é que Costa entra na "disputa por um clube de futebol ainda por cima ao apoiar alguém que está a contas com a justiça".

"É arguido num processo, suspeito em outros e está a conduzir uma campanha eleitoral de novo rico a gastar imenso dinheiro na compra de jogadores estrangeiros e na compra de um treinador caríssimo desprezando a tal escola de jogadores do Benfica, que ele dizia que ia ser o futuro, isto num país que está com a corda na garganta. Fica mal ao primeiro-ministro."

Nestas declarações, Sousa Tavares aproveitou ainda para comentar a posição assumida neste caso por Pinto da Costa, dizendo Sousa Tavares que o presidente do FC Porto "não podia fazer outra coisa" que não "abonar a posição de António Costa".