Prolongamento
"Não vimos os jogadores do Sporting a fugir para a cabine no Dragão"
2022-05-30 12:10:00
"Jogadores do Sporting não tiveram medo, não tiveram receio do ambiente", diz ex-capitão do Benfica

Diamantino Miranda elogia o comprometimento que os jogadores do Sporting revelaram na deslocação ao Estádio do Dragão no jogo da segunda volta do campeonato, que terminou empatado e com desacatos após o apito final do árbitro, num episódio que ainda corre na justiça desportiva.

Focando-se no cenário desportivo, o ex-capitão encarnado refere que desde que Rúben Amorim assumiu o comando técnico dos leões, no campo, o Sporting tem adotado uma outra atitude competitiva mesmo nos embates no Estádio do FC Porto, na cidade Invicta. "Aquilo que gostava mais de realçar é a leitura desportiva. Tenho pena que o Benfica não o faça que é o comportamento dos jogadores do Sporting perante aquilo que os jogadores do FC Porto fazem, e bem, porque dá resultado, quase sempre dá resultado".

Para Diamantino Miranda, "o Sporting, nestes dois últimos anos, conseguiu encarar o FC Porto ou, por outro lado, jogar da mesma maneira."

"É para o conflito? Não temos problema nenhum. É o banco levantar-se? Não temos problema nenhum. É rodear o árbitro? Não temos problema nenhum", contou o antigo capitão do Benfica, esperando que os jogadores das águias na nova época tomem o mesmo tipo de atitude, não se deixando condicionar pelo ambiente.

"É preciso jogar de igual para igual", disse Diamantino Miranda, em declarações na CMTV, apontando para o "ADN" do FC Porto. "Nós sabemos o ADN do FC Porto, a agressividade com que joga".

Por conseguinte, Diamantino Miranda indica a posição que tem sido adotada em Alvalade para que seja usada como exemplo daquilo que gostaria que os jogadores do Benfica fizessem no campo "dentro da legalidade".

"Aquilo que eu acho é que o Sporting fez muito bem em encarar estes jogos sem medo de jogar com o FC Porto no Estádio do Dragão. Sem medo de peter o pé, sem medo do contacto físico e deste tipo de situação [incidentes no final do encontro]. Não vimos os jogadores do Sporting a fugir para a cabine", referiu o ex-capitão das águias.

Reportando-se aos desacatos no Estádio do Dragão, Diamantino Miranda diz que "Hhouve o lema de 'onde vai um vão todos'". "Tem que se jogar da mesma maneira".

"O FC Porto ganha muitas mais vezes e ganha muitas mais vezes porque, parece-me, que há uma 'subserviência' dos jogadores do Benfica ou terá havido dos jogadores do Sporting onde parece que têm medo de jogar no Dragão", destacou Diamantino Miranda, realçando que "parece que têm medo do ambiente do Dragão".

"Aquilo que eu quero demonstrar é que os jogadores do Sporting não tiveram medo, não tiveram receio do ambiente", insistiu o antigo jogador do Benfica, reiterando que desafia o Benfica a fazer o mesmo na nova época mas sempre dentro daquilo que são as regras.

"Eu não estou a falar em ilegalidades, estou a falar de subserviência que dentro do campo se demonstra", salientou o antigo futebolista português.