Prolongamento
"Não houve confusão porque Otávio foi educado e portou-se melhor que o outro"
2022-06-20 16:10:00
"O Bernardo quis ficar bem perante os benfiquistas. Quer ser o advogado?", pergunta antigo treinador de dragões e leões

Bernardo Silva não gostou dos cânticos proferidos por Otávio e alguns jogadores do FC Porto nos festejos do título e, segundo o Record, confrontou o médio portista na Seleção Nacional, levando mesmo a uma intervenção de Cristiano Ronaldo para tranquilizar os ânimos. O atleta do Manchester City pediu explicações ao jogador naturalizado português que foi tornado internacional por Fernando Santos nos últimos meses.

Octávio Machado, antigo treinador de Sporting e FC Porto, considera que Bernardo Silva não devia ter questionado Otávio na Seleção Nacional. "O erro que o Otávio cometeu é condenável. Ponto final. Não o deveria ter feito. Isso fica à parte. Agora, o selecionador nacional faz passar a ideia de que o que é dos clubes fica lá fora, não tragam nada e depois o Bernardo Silva ou um Bernardo qualquer, com todo o respeito, vai levar para dentro da Seleção Nacional um caso que o selecionador nacional ultrapassa? Não está bem. É péssimo", comentou Octávio Machado.

Além disso, o antigo treinador de dragões e leões entende que perante esta situação é Fernando Santos que fica "em xeque" agora. "O selecionador ficou aqui em xeque", analisou Octávio Machado, lembrando que "todos cometem erros".

"Uns de uma maneira e outros de outra", salientou ainda Octávio Machado, realçando que Bernardo Silva "quis agradar aos benfiquistas".

"Quer ser o advogado? Não, está mal. Está péssimo. Não o deveria ter feito", afirmou Octávio Machado, entendendo que Bernardo Silva, se assim queria, deveria ter confrontado Otávio "fora" do ambiente da Seleção Nacional.

"O Bernardo [Silva] quis ficar bem perante os benfiquistas. Quis ficar bem perante os benfiquistas", insistiu o antigo treinador de Sporting e FC Porto, que falava em declarações na CMTV.

Por outro lado, Octávio Machado diz que a levar em conta o que contou o Record, desta vez, "não houve confusão porque o Otávio foi educado e desta vez portou-se melhor que o outro."

Octávio Machado lembrou ainda que no Campeonato Europeu de 1984 e no Campeonato do Mundo de Futebol de 1986, naquele que ficou conhecido por 'Caso Saltillo', as questões descambaram por conta do ambiente dos clubes que foi levado para o balneário da Seleção Nacional de Portugal.

Quanto questionado a respeito dos cânticos que Otávio proferiu contra os benfiquistas nos festejos do título, o selecionador nacional que levou Otávio para a Seleção escusou fazer grandes comentários sobre essa situação.

"O João [Moutinho] já respondeu [o médio tinha dito que na Seleção não há clubes], não me parece que tenha de responder mais alguma coisa. Claramente, e estou aqui desde 2014, nunca tive um momento em que se sentisse clubes cá dentro. Nunca. Portanto, a resposta está dada. O ambiente é o mesmo que sempre foi e vai continuar a ser", assegurou Fernando Santos.