Prolongamento
"Não digam que o Paulinho custou 16 milhões. Contas do Sporting são perigosas"
2021-10-08 15:45:00
Acionista da SAD teme que emblema de Alvalade siga caminho do Barcelona

A transferência de Paulinho de Braga para o Sporting volta a dar que falar e levantam-se vozes críticas em Alvalade para a análise que vem sendo feita pela administração liderada por Frederico Varandas. Ricardo Oliveira, acionista da SAD do Sporting que fez parte da equipa candidata às eleições, em 2018, com Dias Ferreira, avisa que o avançado "não custou 16 milhões de euros". E o acionista vai mais longe e revela que as contas dos leões seguem num caminho "perigoso".

"O Paulinho não custou 16 milhões de euros. Efetivamente, há uma saída de caixa do Sporting de 16 milhões de euros, mas depois temos de ver que com essa transação há uma série de operações que estão relacionadas", afirmou Ricardo Oliveira, desafiando a administração sportinguista a detalhar este negócio.

"Se quiserem dizer qual é o valor absoluto do Paulinho, numa avaliação em que saem das contas do Sporting, dos ativos do Sporting, sejam eles em demonstrações, em 'cash flows', o que quiserem, saem do Sporting 22,9 milhões de euros. Não venham dizer que o Paulinho custou 16 milhões", destacou Ricardo Oliveira, que não afasta a possibilidade de se candidatar às eleições no próximo ano.

Preocupado com as finanças do Sporting, Ricardo Oliveira admite que o Sporting e os seus associados devem olhar para os problemas financeiros do Barcelona e perceber um caminho que não devem tomar.

"As contas do Sporting não são boas, as contas do Sporting são más. Vejam o Barcelona, que ganhou uma série de campeonatos nos últimos anos. Vejam a situação em que está neste momento".

O acionista leonino interroga se o caminho do emblema da Catalunha é aquele que os adeptos do Sporting querem para a formação de Alvalade. "É para aí que queremos levar o Sporting? Não. Eu não gostava de ver o Sporting assim".

Em declarações na Renascença, Ricardo Oliveira insistiu no tom crítico às contas do Sporting e diz que os números que vai vendo no emblema verde e branco o levam a considerar que "as contas são más".

"São muito más. São perigosas. O Sporting vai num rumo perigoso. É só ler o relatório", alertou ainda o acionista da SAD do Sporting, isto numa altura em que as contas do clube, além das da SAD, têm vindo a dar que falar.

A Mesa da Assembleia Geral recebeu um pedido da direção liderada por Frederico Varandas para convocar uma reunião com os sócios no dia 23 de outubro, após o chumbo das contas e do orçamento do clube.