Prolongamento
"Jesus só admite trabalhar no Real Madrid ou Barcelona, em Espanha"
2022-04-01 10:20:00
"Em Portugal, a ambição do Jorge era treinar os três grandes. Ele continua a ser ambicioso", diz amigo do técnico

Jorge Jesus ainda está sob contrato com o Benfica mas o seu futuro poderá passar pelas arábias, num campeonato onde já esteve depois de deixar o Sporting. Marques Pedrosa, antigo dirigente do Estrela da Amadora e amigo do treinador, revela que Jorge Jesus ainda não abandonou a ideia de treinar os três grandes do futebol nacional.

"Em Portugal, a ambição dele era treinar os três grandes e, portanto, o FC Porto está incluído", avisou Marques Pedrosa, referindo que, atualmente, Sérgio Conceição está a fazer um "bom" trabalho e terá a perspetiva de permanecer no comando técnico dos azuis e brancos, ainda que a 'sombra' de Jorge Jesus possa pairar no Estádio do Dragão.

"A esperança será a última a morrer", adianta o amigo de Jorge Jesus, destacando que "ele continua a ser ambicioso e vai querer concretizar as suas ambições". "O Jorge Jesus não desiste", defende Marques Pedrosa, mencionando o desejo de Jesus em ser o técnico com mais jogos realizados no campeonato em Portugal.

Por outro lado, e numa altura em que o nome de Jorge Jesus é associado ao Al-Nassr, da Arábia Saudita, Marques Pedrosa lembra que o treinador gostaria de treinar clubes de grande dimensão europeia. As ligas inglesa e espanhola entram no leque de preferências de Jorge Jesus.

E se em Inglaterra existe "a barreira da língua" para Jorge Jesus, como identifica o amigo, em Espanha nem todos os clubes se podem 'candidatar' a ter Jesus no comando técnico.

"Em Espanha, ele só admite trabalhar no Real Madrid ou Barcelona", avisa Marques Pedrosa, em declarações na rádio Renascença, dizendo ainda que Jorge Jesus não é pessoa para estar muito tempo fora do ativo.

O amigo de Jorge Jesus vê nele um treinador "com muita qualidade e uma pessoa que não consegue estar parada." Por isso, acredita que em breve este voltará a treinar.

O técnico Jorge Jesus deixou o Benfica já no decorrer da presente temporada, depois de ter perdido vários objetivos desde que voltou à Luz para uma segunda passagem.

Quando no dia 3 de agosto de 2020 foi apresentado em conferência de imprensa realizada no centro de treinos Benfica Campus, no Seixal, o técnico prometeu “arrasar” e “jogar o triplo”, mas nunca o conseguiu, acabando por passar toda a época passada a ser ‘cobrado’ por essas promessas.

A segunda passagem pelo Estádio da Luz ficou marcada pela ausência de títulos. O treinador Jorge Jesus saiu depois de somar 52 vitórias, 17 empates e 14 derrotas, com 182 golos marcados e 80 sofridos.

Tags: