Prolongamento
FIFA suspende federações do Chade e do Paquistão
Redação
2021-04-07 11:50:00
Interferência governamental e desrespeito dos estatutos da organização

O Conselho da FIFA suspendeu hoje as federações de futebol do Chade, por interferência governamental, e do Paquistão, por desrespeito dos estatutos da organização que rege a modalidade, em ambos os casos com efeitos imediatos.

Em comunicado, a FIFA anunciou a suspensão da federação do Chade (FTFA), devido às recentes decisões governamentais de retirar definitivamente os poderes delegados à estrutura federativa, de criar um comité para a gestão temporária do futebol e assumir as instalações da FTFA.

Esta suspensão será levantada assim que o governo revogue estas iniciativas e que o presidente da FTFA, Moctar Mahamoud Hamid, confirme à FIFA que reassumiu o controlo das instalações.

Em março último, a seleção do Chade, já sem possibilidades de apuramento, foi excluída da qualificação para a Taça das Nações Africanas de 2021 (CAN2021), a disputar nos Camarões, em 2022, pela intervenção do ministro dos Desportos do país da África Central, que levou à dissolução dos órgãos sociais da FTFA.

Relativamente à federação paquistanesa (PFF), a suspensão fica a dever-se à interferência de terceiros, numa grave violação dos estatutos da FIFA.

Em causa está a tomada da sede da PFF, em Lahore, por um grupo de manifestantes, e a desautorização do líder da comissão de regularização, Haroon Malik, com a entrega da presidência federativa a Syed Ashfaq Hussain Shah.

“A FIFA emitiu uma carta advertindo que, caso a ocupação ilegítima da sede da PFF não fosse revertida e os titulares de cargos reconhecidos pela FIFA não tivessem acesso livre ao edifício para cumprirem os seus mandatos, o assunto seria imediatamente submetido ao Conselho para decisão”, lê-se no comunicado do organismo mundial.

De acordo com a FIFA, a “situação permanece inalterada, pelo que o Conselho decidiu suspender a PFF”.

Esta sanção também será levantada assim que o organismo receba as garantias “do comité de regularização da PFF de que as instalações, as contas, a administração e a comunicação estão totalmente sob seu controlo, e que podem cumprir o seu mandato sem obstáculos”.