Prolongamento
"FC Porto agora vai penar. Se essa é a realidade, o FC Porto esteve mal"
2021-11-11 16:10:00
Dragões não têm na sua posse a totalidade do passe de Luis Díaz

Luis Díaz é o jogador do momento na temporada do FC Porto. O colombiano, que já se tinha destacado na última edição da Copa América, não perdeu fulgor e apresentou-se na Invicta com uma disponibilidade física e mental que tem provocado exibições de gala por parte do camisola 7 dos azuis e brancos.

O jogador 'cafetero' joga, faz jogar e marca com os pés e até com a cabeça, colhendo para si grande parte da atenção mediática dentro do plantel dos azuis e brancos no que a cobiça de 'tubarões' diz respeito. É por isso com naturalidade que a SAD azul e branca possa receber sondagens e abordagens de outros clubes no sentido de saber da disponibilidade da administração liderada por Pinto da Costa de transferir Luis Díaz.

Só que os azuis e brancos não têm a totalidade do passe de Luis Díaz na sua posse e, nos últimos dias, alguma imprensa destacou que o FC Porto pondera comprar os 20 por cento do passe de Luis Díaz que estão na posse do Junior Barranquilla.

Na Colômbia, a imprensa destaca que o clube 'cafetero' poderá estar a pedir um valor próximo dos 16 milhões de euros pela venda da restante percentagem do passe à SAD azul e branca.

José Fernando Rio, antigo candidato à presidência do FC Porto, espera que os portistas comprem o que falta do passe de Luis Díaz mas não compreende como é que esta operação se possa fazer pelos valores apontados na Colômbia.

De resto, o antigo candidato à presidência dos dragões realça que, se é mesmo assim, então a SAD liderada por Pinto da Costa irá "penar" junto do Junior Barranquilla.

"Não percebo que essa compra dependa da vontade do Junior Barranquilla. O FC Porto quando fazia esses contratos fixava logo um valor para a compra da parte que faltava do passe. Portanto, se não acautelou isso acho que fez mal e agora vai penar. Se compensa ou não pagar 16 milhões por 20 por cento do passe já é uma conta bastante complicada", analisou José Fernando Rio.

E prosseguiu: "Se 20 por cento valem 16 milhões, o passe todo vale 90 milhões de euros. Nestas circustâncias não sei se vale a pena comprar esses 20 por cento que faltam", referiu José Fernando Rio.

O antigo candidato à presidência dos dragões disse ainda que, antigamente, o FC Porto, quando não detinha a totalidade dos passes dos jogadores, "fixava logo prazos e quantias para comprar o que falta."

"Não faz sentido o FC Porto ficar agora na mão do Junior Barranquilla que decide sozinho e que decide o preço que vai cobrar ao FC Porto pelos restantes 20 por cento. Se essa é a realidade, acho que o FC Porto esteve mal e não é o FC Porto que estou habituado", disse José Fernando Rio, em declarações no espaço de opinião que assina no Portal dos Dragões.