Prolongamento
"Dizer que é um insulto a proposta do Benfica fica mal para um país pobre"
2022-06-02 10:45:00
"Presidentes podem dizer que recusaram e não precisam de dizer mais nada, nem utilizar adjetivação", diz Jorge Castelo

Ricardo Horta formou-se no Benfica e, atualmente, é capitão do SC Braga. O jogador de 27 anos notabilizou-se com a camisola dos guerreiros do Minho nas últimas temporadas, com destaque para a temporada transata onde foi verdadeiramente o 'abono de família' da equipa então liderada por Carlos Carvalhal.

As exibições de Ricardo Horta fizeram dele um dos ativos mais importantes do SC Braga e com natural interesse por parte de outros clubes, como é o caso do Benfica, que apresentou uma proposta que tem gerado descontentamento em Braga. António Salvador, presidente do clube e da SAD do SC Braga, já veio a público assegurar que não pretende negociar o passe de Ricardo Horta.

Porém, as expressões usadas por António Salvador para dizer que lamentava a proposta feita pelas águias têm valido críticas ao líder máximo do SC Braga.

Jorge Castelo, treinador e formador no curso de técnicos de futebol, que conta com passagens por clubes como Benfica e Sporting, entre outros, lamenta a adjetivação usada por António Salvador para falar da proposta do Benfica.

O técnico lembra que 10 milhões de euros é uma verba que os portugueses no geral nunca conseguirão alcancer durante a vida de trabalho. E por isso, pede recato na forma como os presidentes falam em certas ordens de grandeza financeira.

"Os presidentes quando recebem uma proposta podem falar sobre ela mas podem dizer que recusaram e não precisam de dizer mais nada, nem utilizar adjetivação. Dizer que é insulto fica mal para um país pobre. Somos um país pobre e temos que entender que somos um país pobre", afirmou Jorge Castelo.

O treinador lembra que num negócio é preciso entender que existem "três interesses" que devem ser levados em consideração. "O interesse do clube vendedor, do clube comprador e do jogador. O jogador aqui tem muito peso. Ele tem um interesse", avisou Jorge Castelo, que falava em declarações no canal A Bola TV, e voltou a lamentar a conversa de António Salvador.

"Existe um presidente que acha que é um insulto a proposta que lhe foi feita", criticou Jorge Castelo, lembrando que o SC Braga já vendeu jogadores por uma verba superior mas com uma idade diferente.

"Quanto é que deram pelo Trincão? O Barcelona quanto é que deu pelo Trincão? 31 milhões de euros, mas quantos anos é que tinha o Trincão quando foi para o Barcelona? O Ricardo Horta tem 27 anos. Não estou a colocar em causa dos 27 anos. É um jogador que fará mais cinco anos bons, independentemente do clube onde estiver. Agora, não vale a pena entrar em guerra", aconselhou Jorge Castelo.

Nas declarações à SIC Notícias sobre o negócio, António Salvador manifestou o desejo de manter Ricardo Horta no Minho. "Recebemos a proposta do Benfica, que rejeitámos liminarmente, não discutimos nem queremos analisar, porque não queremos negociar o Ricardo Horta", disse Salvador, apontando para a verba proposta.

"Foram 10 milhões. O Ricardo renovou até 2026 há pouco tempo, está muito satisfeito no SC Braga e tenho a certeza que vai continuar", disse ainda o presidente do SC Braga.

António Salvador não usou a expressão "insulto" em momento algum nesta declaração. O líder arsenalista usou, sim, a expressão "surreal" mas lamentar a forma como a negociação tem vindo a ser conduzida.