Prolongamento
"Benfica parece uma agência de empregos"
2022-02-08 10:20:00
"Agora, o Rui Pedro Braz é culpado de tudo mas fica lá. É mais um", critica ex-vice-presidente António Figueiredo

A nova temporada do Benfica já vai sendo preparada e Lourenço Pereira Coelho deverá ocupar o cargo de 'homem-forte' do futebol benfiquista na próxima época. O antigo responsável pela pasta do futebol encarnado deverá voltar a ter poderes para fazer acertos na estrutura do futebol benfiquista, regressando a um cargo que bem conhece.

Nos últimos anos, o rendimento desportivo e os resultados do Benfica têm ficado longe do esperado pelos adeptos e Rui Costa já prometeu inverter o ciclo, assegurando aos sócios, adeptos e simpatizantes que sabe o que está e o que quer fazer no emblema encarnado. "Sei perfeitamente o que há para mudar, sei o que tenho feito, sei que até mentalidades temos de mudar", esclareceu o presidente encarnado Rui Costa.

Com a chegada de Lourenço Pereira Coelho as funções de Rui Pedro Braz e Luisão podem sofrer ajustes, sendo que, anteriormente, os dois elementos da estrutura já foram visados relativamente ao tipo de funções que exercem junto da equipa principal. "O que faz o Luisão para além de ganhar dinheiro? E Rui Pedro Braz?"

A propósito das funções de muita gente que está junto da equipa principal do Benfica, António Figueiredo, antigo vice-presidente benfiquista, deixou também ele considerações, não compreendendo como é que face aos maus resultados época após época algumas figuras continuem a fazer parte da estrutura.

"Faz-me confusão. Agora, o Rui Pedro Braz é culpado de tudo mas fica lá. É mais um. Aquilo vai sempre somando gente. São culpados disto, são culpados daquilo mas ninguém vai embora. Ninguém sai. Fica tudo ali. É mais um", criticou António Figueiredo.

Por outro lado, o antigo dirigente das águias sustentou que "o Benfica tem de traçar definitivamente qual é o projeto, o que vai fazer e quem são as pessoas ideais para prosseguir esse projeto."

Quanto ao resto, na leitura de António Figueiredo, terá de sair. "O resto tem que ir embora. Não pode continuar", indicou o antigo dirigente, lamentando que o Benfica passe por ser parecido a uma "agência de empregos".

"Parece uma agência de empregos. Vão ficando? Não é razoável isto", lamentou António Figueiredo, realçando que, na sua vida empresarial, quando chega às empresas tenta perceber quem faz o quê.

"Quando eu chego às empresas dou-lhe um papel e pergunto o que fazem e o que gostariam de fazer. Onde é que se sentiriam melhor a fazer algo diferente. Tenho a certeza de que no Benfica, se isso fosse feito, alguns ficavam com o papel em branco", disse, insistindo na mesma ideia.

"Ficavam com o papel em branco. Não queriam fazer nada nem fazem nada", criticou António Figueiredo, em declarações na CMTV, num comentário sobre a época do Benfica que não tem corrido dentro do esperado.