Prolongamento
"Amorim deu lufada de ar fresco mas vai fazer uma ventania grande"
2022-01-11 11:05:00
"Há muita gente que tem de mudar", aconselha Dias Ferreira

Contratado pela administração de Frederico Varandas em março de 2020 ao SC Braga, por valores históricos para os cofres leoninos, Rúben Amorim enfrentou desafios em Alvalade quando pegou numa equipa desacreditada e terminou em quarto lugar aquela segunda metade de temporada, ficando impedido de uma entrada direta na Liga Europa.

A época seguinte não começou da melhor forma, desde logo com o adeus precoce à prova europeia ainda nas fases de apuramento, mas a nível interno as coisas foram carrilando e o Sporting, quase 20 anos depois, acabou por se sagrar campeão nacional, juntando não só os resultados desportivos a uma forma de comunicar para o exterior por parte de Rúben Amorim que mereceu todos os elogios quer por parte de sportinguistas quer até mesmo por parte de rivais.

Nesta temporada, o discurso manteve-se e a forma de comunicar do treinador não se alterou sequer numa vírgula, com os resultados a irem aparecendo aqui e ali, salvo um ou outro desaire no plano nacional e mesmo nas provas europeias. 

Neste sentido, Dias Ferreira, antigo presidente da Mesa da Assembleia Geral dos leões, entende que a força verde e branca está na soma das suas partes e não apenas no capítulo individual.

"O Sporting pode não ter as maiores vedetas como os outros a valer não sei quantos milhões, e já valem mais alguma coisa, mas tem uma força coletiva muito grande", comentou o antigo dirigente, certo de que a turma de Alvalade tem um "verdadeiro coletivo", por estes dias.

"O Sporting forma, neste momento, um verdadeiro coletivo, uma verdadeira equipa", analisa Dias Ferreira que recorre da memória e diz não se lembrar de ter uma equipa semelhante a vestir com o leão no peito.

"Nunca vi o Sporting assim em termos de futebol, filosofia do que vemos", considera Dias Ferreira, fazendo notar que, atualmente, "o clube tem um rumo, uma aposta definida".

Por outro lado, o antigo dirigente dos leões vê em Rúben Amorim a peça que une todo o puzzle verde e branco. "O Sporting encontrou um treinador que espero que, para além do que fez no Sporting, Rúben Amorim vai mudar bastante a face do futebol nacional. Assim o desejo, assim o quero".

Em declarações no canal A Bola TV, Dias Ferreira revelou que será a figura de Rúben Amorim que estará associada a uma mudança de paradigma no futebol português. E explica-se.

"Estou esperançado que muita gente o vai seguir. Deu uma lufada de ar fresco a isto mas dar mais que uma lufada [de ar fresco]. Vai fazer uma ventania grande. Há muita gente que tem de mudar", indica Dias Ferreira, deixando ainda uma 'alfinetada' entre as suas palavras.

"Pena alguns clubes estarem um bocado perdidos com problemas internos porque podiam aproveitar a ocasião para dar uma volta a isto tudo em todos os sentidos", desafiou o antigo presidente da Mesa da Assembleia Geral leonina.