Prolongamento
"Agressão de Uribe, mais grave, valeu um jogo de suspensão", estranha Sporting
2021-12-22 13:30:00
Leão critica critério usado pelo Conselho de Disciplina na penalização de dois jogos a Luís Neto

O Sporting não compreende a diferença nos castigos aplicados pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol. Através do porta-voz oficial, Miguel Braga, os leões comparam o castigo aplicado a Uribe, do FC Porto, com a penalização de dois jogos de suspensção aplicados ao central português Luís Neto, na sequência da expulsão no encontro da 15.ª jornada da Liga contra o Gil Vicente, em Barcelos, que os leões venceram, por 3-0.

Miguel Braga lembra que o médio do FC Porto, depois de ser expulso em Braga, num duelo frente aos arsenalistas, acabou por ser penalizado com um jogo de suspensão. Agora, Luís Neto, após uma agressão a um jogador do Gil Vicente, foi sancionado com dois jogos de castigo, situação que o responsável pela Comunicação verde e branca diz não perceber.

"Em fevereiro esta agressão de Uribe valeu um jogo de suspensão. Em dezembro, um encosto de cabeça de Neto resultou em dois jogos de suspensão", assinala Miguel Braga.

No seguimento do comentário feito contra os critérios do Conselho de Arbitragem, Miguel Braga diz que o primeiro caso, que teve como protagonista o colombiano Uribe foi "mais grave" mas, aí, "serviram atenuantes".

Pelo contrário, no segundo, em relação ao português Luís Neto "não". No entendimento do Sporting tratam-se, pois, de "dois pesos e duas medidas do Conselho de Disciplina."

Miguel Braga aproveita ainda para, em mensagem deixada na rede social Twitter, colocar o vídeo que mostra o lance no qual o portista Uribe acabou expulso.

Com os dois jogos de suspensão aplicados pelo Conselho de Disciplina, Luís Neto é baixa entre as opções de Rúben Amorim e só voltará a ter permissão para ser utilizado em janeiro de 2022, quando o Sporting visitar os Açores para medir forças contra o Santa Clara.

Embora não sendo um titular indiscutível, Luís Neto é um defesa que vem somando vários minutos de leão ao peito, sendo visto em Alvalade como uma das unidades de maior importância no balneário dos campeões nacionais.

O defesa, de 33 anos, fica agora de fora depois da agressão que levou o árbitro lisboeta Tiago Martins a mostrar-lhe o vermelho direto, aos 21 minutos, da partida em Barcelos.